Lisboa,

quinta-feira, novembro 27, 2008

vou brindar



Vou brindar
no céu dos oceanos,
vou espalhar
o riso das marés
e saudar
o grito que cria
o som da vida.

Oh, nuvem radiosa,
corpo de mel açucarado,
desejo de ternura
que transporta
a seiva duma vida em flor...

Já o ar se detém,
já o gemido
duma voz quente
passeia em cada poro
e me faz vagabundo
dum amor que explode.

Um beijo teu
me orgulha
e faz tremer
o gesto que te afaga
em louco frenesim.

Deixa-me rolar
em teus montes subtis,
prolongar a febre
que me afasta a dor,
e sonhar...
trazer o sol
para a nossa beira,
e brincar...
olhar o Deus
que nos sorri
e voltar a ser!

Para que a Vida
seja um sorriso,
seja o mar e seja o céu
num só momento,
e me embale no seu colo
como a criança
que sempre é criança
em cada hora
da existência...


(Amaral Nascimento)

segunda-feira, novembro 24, 2008

formas de Deus


Deus já se diferenciou a Si mesmo num reino intemporal de todas as formas que houve, há e alguma vez haverá. O trabalho da vida está feito. A Sua missão foi cumprida. Já individuou tudo. Isto quer dizer que tudo no Campo das Possibilidades Infinitas é.
Tudo o que temos a fazer é invocá-lo, trazê-lo à nossa realidade.
...
Hoje sabemos que, da mesma forma que a medicina consegue orientar as células estaminais de maneira que estas assumam a forma de qualquer célula, criando tecido cardíaco, ossos e até tecido cerebral para reparar partes danificadas do corpo, Deus consegue orientar a sua Forma Indiferenciada de maneira a fazê-la assumir qualquer forma física ou não física - e já o fez! É a essas inúmeras formas que chamamos vida!
(Um sentimento é um exemplo de "forma não física". Por exemplo, Deus pode aparecer na vida de uma pessoa sob a forma de amor. Ou de um sentimento de perdão. Ou - como muitas vezes acontece no momento da morte de uma pessoa - de um sentimento de segurança total, de protecção, de bom acolhimento numa nova casa. Estes sentimentos são Deus, sob uma forma não física.)

O Mecanismo da Manifestação é um processo que tem início com a "recordação" de Quem Somos Realmente (somos uma das muitas formas deste Deus de forma mutável), de tudo o que já fizemos (criámos tudo o que existe), e prossegue com a recordação de aspectos específicos daquilo que já foi criado.
Quando nos separámos de Deus para produzir a experiência da Individuação, fizemo-lo desmembrando o nosso Eu Divino de todas as nossas criações.
Agora, quando escolhemos tornar manifesto qualquer aspecto do Nosso Eu Divino, tudo o que temos de fazer é recordar essa criação. Fazemo-lo através de expressões da vida chamadas pensamentos, palavras, acções e sentimentos.

(Neale Donald Walsch in Mais Feliz que Deus)

sábado, novembro 22, 2008

vou tocar o céu

Será que pensar positivamente, acreditar que a mente pode mudar a nossa vida, mudando constantemente a nossa forma de pensar - pode alterar a nossa realidade?
É claro que sim!
A lei da atração é um instrumento e o verdadeiro segredo do sucesso está no teu interior, basta ter fé, acreditar, porque todo o mundo ao teu redor trabalhará para o teu sucesso.

video

terça-feira, novembro 18, 2008

onde o azul já é celeste



No outro lado do tempo
cantam as águas
que no mar cintilam.

No tempo das coisas vivas
as coisas não são as mesmas
quando sentidas a sós.

Ali
na solidão silenciosa
esfria o gosto
e chora o sorriso
tal a nuvem ligeira
que encobre sozinha
um sol
simplesmente seu.

Aqui
encontrei o murmúrio do riacho
o arco-íris no luzir pachorrento
da água da vida.
Aqui
o azul já é celeste
já é universo
já é uno com os verdes da natureza.

Aqui
reina o brilho espalhado no cântico
das formas que amamos.

Quero ter um amanhã
no fundo de cada bolso
enrolado num abraço ao presente
bordado de recordações vivas
fulgentes
resplandescentes.

Quero ter depois de ser
quero sentir
quando pensar que o mundo vai escoar
no sonho do impossível.

No silêncio do imaginário
escondo a lua em cada beijo
abraço o Sol reluzente
e vou contando pelos dedos
cada estrela
cada ponto
cada rasto luminoso
que um dia vai ser meu leito.

(Amaral Nascimento)

sexta-feira, novembro 07, 2008

hoje de festa

O tempo passa célere.
Tão apressado que nos fere a vista e o entendimento,
escondendo os momentos que já não voltam a repetir-se.
Ficam para trás, puros e virgens,
cheios do muito,
do belo e do encanto - circos de cor,
filmes de sonho,
sonatas cantadas no silêncio.

Já se encurta uma distância indesejada;
Já soam zumbidos que não se entendem.

Hoje, as trombetas festejam os ares,
esquecem os porquês,
perdoam lamentos,
reúnem amores e desamores
para uma festa anunciada.

Lá no alto da escadaria dourada,
a multidão acena de alegria.
São anjos que brindam
e cantam
e dançam
o crescer dum filho que iluminam.




São 29, não esqueci!
Enquanto aqui estiver, vamos celebrá-los com o coração.
Lá no alto da escadaria dourada, continuarei a fazer o meu melhor!

Mas importa lembrar: Muito mais do que os bons momentos do passado...
e de todos aqueles que o futuro ainda esconde...
não devemos esquecer os momentos do presente...
os únicos que fazem a nossa realidade e são a felicidade de cada um de nós!...

PARABÉNS, Marco!!!!!!

segunda-feira, novembro 03, 2008

happier than god


"Houve alguém que disse que a felicidade não é conseguir o que queremos, mas querer o que conseguimos. Essa pessoa tinha toda a razão.
A gratidão é a cura milagrosa de todos os momentos de doença. É a melhor maneira de pôr termo à ansiedade, de compensar os desapontamentos, de substituir a negatividade pela positividade. É o atalho mais curto para voltar ao verdadeiro caminho. É a energia que nos liga a Deus.
Experimente pelo menos uma vez.
A próxima vez que for confrontado com qualquer acontecimento indesejado, com alguma experiência desagradável, limite-se a parar. Pare no meio do que quer que esteja a fazer. Limite-se a...

...parar.

Feche os olhos por um instante e diga para si: "Obrigado, meu Deus."
Respire bem fundo, devagar, e repita aquilo que disse.
"Obrigado por esta dádiva e pelo tesouro que ela encerra para mim."
Pode ter a certeza de que ela encerra um tesouro, mesmo que não o veja imediatamente. A vida provar-lhe-à que assim é, se lhe der essa oportunidade."

("Mais feliz que Deus" de Neale Donald Walsch)