Lisboa,

sexta-feira, janeiro 30, 2009

desejar ter


Desejar "ter" chega a ser mais do que obsessão!
O querer ter faz parte do ego humano. O ego quer, e todas as vontades têm que ser-lhe prestadas para que ele se satisfaça.
Ninguém "tem" alguma coisa em absoluto, porque quando morrer não a leva consigo.
Tudo é propriedade do universo que vai atribuindo e depois recriando.
O universo dá! O ser humano recebe quando "fixar" o que pretende e o tornar manifesto na realidade do seu dia-a-dia.
O processo não pára!
A vida vai fluindo, tudo vai acontecendo... no imaginário, na realidade, no sonho, no desejo, no simples acto de criar...


quarta-feira, janeiro 28, 2009

kiss me

video


AVRIL LAVIGNE


Kiss me
Out of the bearded barley
Nightly,beside the green, green grass
Swing,swing,swing the spinning step
You wear those shoes and I wear,wear that dress

Oh, kiss me,beneath the milky twilight
Lead me out on the moonlit floor
Lift your open hand
Strike up the band and make the fireflies dance,
Silver moon's sparkling
So kiss me

Kiss me
Down by the broken tree house
Swing me,high upon its hanging tire
Bring,bring, bring your flowered hat
We'll take the trail marked on your father's map.

segunda-feira, janeiro 26, 2009

sempre


Sempre, sempre,
a nossa pressa de viver,
o nosso desejo premente de
fazermos melhor e mais perfeito…
Por vezes, ficamos desatentos
àquilo que passa por nós,
àquilo que nos grita surdamente aos ouvidos,
àquilo que nos suplica
para que percebamos...

...e a vida continua a girar
e já nos faltam as forças
pra entender...

Porém...
Algo sempre muda em cada momento!...


domingo, janeiro 25, 2009

obrigado


De repente, lembras-me que estás presente!
Neste momento, ofereceste-me a "peça" que faltava e que eu Te pedira há tanto tempo!
Eu sei que estás onde e quando eu menos esperar!
Obrigado por me dares consciência da Tua presença!

Deus do meu entendimento, faz-me outra vontade:
Dá a todos aqueles que precisam a Luz que lhes permite sentir que estás presente!

sábado, janeiro 24, 2009

a vida

Quando os elementos da Natureza se manifestam
é a Vida a continuar,
ou a gemer,
ou a gritar,
ou a refazer,
ou a evoluir,
ou simplesmente...
a ser...

... será Deus a respirar?...


quinta-feira, janeiro 22, 2009

acreditar na Pikena e em Deus


Eu acredito em Deus e acredito na Tânia.
No meu íntimo, eu sei Quem é a Tânia e sei Aquilo que ela é.
Perante isto, fico maravilhado com a Vida!
Fico maravilhado Contigo, por proporcionares a todos aqueles que te rodeiam e a quantos (tantos!) que estão fisicamente afastados de ti - por nos proporcionares estas oportunidades de crescermos em consciência e em fé.
Nunca olhei os teus olhos, Tânia, mas se os contemplasse, "sentiria", de certeza, que estava perante uma expressão de Deus, aquele Deus em que acredito e sei que Tu És.


segunda-feira, janeiro 19, 2009

mais um ano

Neste "cantar a vida" vou-me revendo cada ano e cada dia!
Esta vida... que poderá ser um tesouro de que pouca gente se dá conta.
Esta vida... qual paraíso criado divinamente.
Esta vida que é fruto da Vida!

O tempo terreno vai passando, as novas necessidades vão esbatendo as primitivas, e o dia-a-dia de hoje nada tem a ver com aquilo que foi há meio século atrás.
São portas abertas após janelas que se fecham!
E os tesouros, brilhantes de luz, vão aparecendo como dádivas, em palavras pronunciadas na sua linguagem de criança, nuns olhos que veem perfeitamente o Deus criador, no beijo e no abraço que se recebem como sendo únicos e eternos..

Se...
a fome fartasse
a orla crescesse
o frio queimasse
e a morte vivesse...


Um dia que se vive é sempre diferente daquele que passou! Pode ser tão diferente que toda a vida futura pode virar por completo. Ao fim e ao cabo, dizem muitos: "o que é preciso é saber viver"…
As cores de cada sentimento dançam alegremente ao som do arco-iris, e a chuvinha que cai, depois, deixa a nu o sentimento mais puro e grandioso. No fundo da luz resplandece a luz. No fim do caminho serpenteia o caminho. Gostei do teu gosto. Parei. Sonhei. Pra lá do que há, só há o que há. Por isso busquei. Bebi a minha fonte, tal como a fonte me criou...


sábado, janeiro 17, 2009

momentos


É fantástico quando o espectáculo e a obra cumprem a missão de chegar ao espectador e de lhe despertar os diversos sentimentos e emoções!
"Esse momento" é quase único na rede de momentos que nos contempla!
A tapeçaria que estamos a construir é formada por um conjunto de experiências vivenciadas, assumidas nos muitos momentos que vamos tendo pelo caminho.
Todas as circunstâncias, os acontecimentos, os encontros, os cruzamentos, pessoas e coisas - são as "deixas" do universo para a representação anunciada.
Não nos apercebermos do que acontece não é uma questão de fingimento mas, quase sempre, uma questão de distracção.
Não as vemos nem ouvimos porque não damos atenção àquilo que se atravessa à nossa frente, àquilo que passa por nós, àquilo que sempre esteve naquele sítio...
O universo mantém-se inteiro, repleto de tudo o que ambicionamos e procuramos, esperando a nossa atenção, esperando o momento consciente para se manifestar...



quinta-feira, janeiro 15, 2009

amor de pai e de mãe

O amor de mãe e o amor de pai são sentimentos intocáveis, são sentimentos profundos, são sentimentos que nada nem ninguém pode pôr em dúvida.
O caso da Maria não é um caso isolado. Muitas vezes acontece um "choque de gerações", um desejo paterno extremado de querer "o melhor para a sua filha", o medo de a perder, o medo de a ver cair em situações melindrosas. Depois, há também aqueles casos da filha continuar (eternamente) a ser "a sua menina"...
Não é fácil tratar uma situação desta natureza.
Mas tu poderás (e deverás) ser uma filha extraordinária. Deverás olhar o teu pai de frente e falar com ele das tuas alegrias, das tuas tristezas, das tuas ideias e do teu futuro. Não vale mentir! Não vale olhares reprovadores!
A tua forma de ser e sentir, como mulher, terá que ser respeitada, e o teu pai vai compreender isso, quando, abertamente, olhos nos olhos, ambos desabafarem o quanto gostam um do outro, e quanto é importante que a vida de cada um conduza à sua própria felicidade.
Porque todo o pai, que ama verdadeiramente a sua filha, quer que ela seja feliz e que ela se encontre a ela própria, como ser individual, livre e independente.


quarta-feira, janeiro 14, 2009

pertencer


O momento de ser de alguém é o momento da dádiva e da partilha.
Não de pertencer, porque ninguém é de ninguém, como diz o poeta.
O amor oferece sempre o momento mais sublime. O amor dá e recebe o que dá! Por isso é tão poderoso!
Nenhuma loucura poderá ser tão sublime como a paixão e o amor.
O mundo descobrir-se-à na plenitude da sua beleza quando encontrar o amor por tudo e por todos…


segunda-feira, janeiro 12, 2009

homosexualidade


Quando se fala em homossexualidade, toda a gente põe o nariz no ar e arregala as orelhas.
Como se qualquer coisa de peganhoso ou horrível estivesse prestes a cair dos céus, pronto a atingir-nos.
É-se lésbica pela mesma razão por que se é canhota ou se tem o nariz arrebitado.
Antes de nascermos, a genética humana deixa definidas as nossas caracteristicas físicas. Não há nada de anormal numa lésbica ou num homossexual. Só apetece dizer: Celebrem a vida, amem o vosso corpo, sejam felizes!



sábado, janeiro 10, 2009

ser



"Sou" abrange a eternidade.

Por vezes, imaginamos essa possibilidade, sem a entendermos ou sentirmos.

Ser eterno, como tudo o que vive no sempre!...

O "eu" que é o berço da vida, onde tudo parece caber, onde tudo parece aninhar-se...




quinta-feira, janeiro 08, 2009

pikena


A Tânia é irmã de nós todos!
A doença, quando chega por perto, parece feroz, endiabrada, consumível.
Mas pode ser enfrentada e combatida.
Que todos os amigos e familiares da Tânia estejam nessa cruzada!
Que todos os que não conhecemos a Tânia façamos um círculo fechado à volta daquilo que a ameaça!
Para que ela volte a sorrir!


quarta-feira, janeiro 07, 2009

a chave


Apesar de tudo, a chave do amor está na mão de cada um.
Quando a decisão que escolhemos não nos deixa paz, é natural que apareça uma revolta contra tudo o que fica…
Depois do pranto, o descanso repousa na dúvida, na incerteza, na prostração !
Só tempos depois nos apercebemos que quanto mais se foge de alguém ou de algo, mais esse algo ou alguém nos vai perseguir.
Deixarmos que uma espera ou uma derrota comandem uma vida que só a nós pertence (antes de tudo e de todos…), somente nos vai distanciar da meta que pretenderamos atingir.
A dor só nos abandonará quando não lhe fizermos frente.
Se a alimentamos, ela fortalecer-se-à. Se não lhe prestarmos atenção, ela acabará por desistir.
Se desistimos, quer no escrever quer no falar, quer no gostar e fazer, corremos o risco de não nos encontrarmos com Aquilo Que Somos, porque o corpo de dor continuará a toldar a faculdade de sentirmos o contacto com o nosso interior.

terça-feira, janeiro 06, 2009

In the arms of the angel

SARAH MCLACHLAN



video

Spend all your time waiting
For that second chance
For a break that would make it okay
There's always some reason
To feel not good enough
And it's hard at the end of the day
I need some distraction
Oh beautiful release
Memories seep from my veins
Let me be empty
Oh and weightless and maybe
I'll find some peace tonight

In the arms of the angel
Fly away from here
From this dark cold hotel room
And the endlessness that you feel
You are pulled from the wreckage
Of your silent reverie
You're in the arms of the angel
Maybe you find some comfort here

So tired of the straight line
And everywhere you turn
There's vultures and thieves at your back
And the storm keeps on twisting
You keep on building the lies
That you make up for all that you lack
It don't make no difference
Escaping one last time
It's easier to believe
in this sweet madness
Oh this glorious sadness
that brings me to my knees

In the arms of the angel
Fly away from here
From this dark cold hotel room
And the endlessness that you feel
You are pulled from the wreckage
Of your silent reverie
You're in the arms of the angel
Maybe you find some comfort here
You're in the arms of the angel
Maybe you find some comfort here

domingo, janeiro 04, 2009

sem receios


Mais um final aconteceu!
O final do ano de 2008, é isso! Não foi maravilhoso?
Dizem que se aproxima um ano de dificuldades, com crises a seguir umas às outras!
Deve ser!
Pode ser!
Contudo, as dificuldades somos nós que as criamos, quase sempre...
O ano de 2009 é um novo ano! Nele, podemos recriar novos retalhos da vida, podemos imaginar e experienciar novos sentires, novos procedimentos, novas atitudes, novas maneiras de encarar cada acontecimento.
É.
Vai depender de cada um!
Só seremos independentes e felizes se confiarmos à nossa imaginação a certeza de que estamos a sentir coisas boas e grandes.
Façamos deste ano o mais divertido de sempre.

A nossa alma diz-nos para fazermos tudo aquilo que traga alegria e bem estar!
Sem julgamentos!
Sem culpas!
Sem receios!





sexta-feira, janeiro 02, 2009

A passagem do ano 2008/2009

Este ano fui até à Praça do Comércio!
Apinhada de gente pra ver o Sérgio Godinho, os Da Weasel... e o fogo de artifício!...
Quando soou a meia noite... o aspecto era este!
Luz e som misturados com o espumante a escorrer nas gargantas de milhares de pessoas...















quinta-feira, janeiro 01, 2009

quatro anos depois

Desde 2005 até este momento, distam quatro anos, quarenta e oito meses de muitos escritos e emoções e muitos momentos partilhados pelas centenas de pessoas que por aqui passaram.
A todos os visitantes uma palavra de carinho, de agradecimento.
Nem tudo foi positivo, nem todos os objectivos foram conseguidos.
Houve quem gostasse, houve naturalmente quem discordasse, houve até quem considerasse este espaço um local desprezível e de mau gosto.
Quando se gosta daquilo que se faz e quando queremos muito aquilo que criamos, o resultado só nos pode trazer satisfação e alegria e entusiasmo...

2009


BENVINDO, ANO 2009!!!
SÊ UM ANO DE AMOR, FRATERNO E AMIGO!
SÊ TAMBÉM AQUILO QUE TODOS DESEJARES!
SÊ, 2009, MELHOR, SEMPRE MELHOR!