Lisboa,

domingo, agosto 30, 2009

o tal amanhã


Além do céu
está o céu...
Aquela tal magia
que se percebe estar
para além do horizonte
virou imaginário,
arrematado em silêncio,
grudado nas memórias
de sorrisos desfeitos...
Dum lado ficou o cheiro subtil
de todas as coisas dum presente
que esqueceu o passado...
Do outro lado brilham estrelas
coloridas em azul,
desfraldadas ao vento,
cavalgando em brisas arrepiantes
que só o mar sossega...
Sinto-te no ar,
invento-te entre os braços,
deleito-me no teu corpo,
desfaço-me no prazer suave
de mil carícias...
Quando
o calor da paixão abranda,
abro as mãos
vazias de ti,
sentidas da tua pele,
coladas do húmido ardor
que se evapora
e me deixa vazio,
de novo sem ti,
de novo com o sonho
do tal amanhã...

(Amaral Nascimento)

sábado, agosto 29, 2009

um grão de silêncio

Em cada momento eu sou
e sinto
o medo e a alegria
do que está para vir...
O momento e o vazio
e o brilho
duma luz do passado
e do porvir...

Em cada momento eu estou,
e partilho
o sonho dum céu
carregado de mar...
Soam sirenes
alcanço a brisa
de amanhãs carregados
do teu ar...

Estou na saudade,
no suor e no odor,
na suavidade dum riso
que se abre numa boca
que irradia o amor.

Um grão de silêncio,
uma pele que enlouquece,
um peito que alimenta
uma paixão que enternece.

Não tenho tempo a perder...
só tenho ânsia de amar,
quero em teu corpo crescer
o fogo que me faz calar.


(Amaral Nascimento)

sexta-feira, agosto 28, 2009

cantando o sorriso



Navego neste mar
neste sonho rasgado
cruzando distâncias
num sono apagado

na areia molhada
ao som dum sol-pôr
revejo desejos
sem pena nem dôr

um céu que nos une
um céu que separa
o mar que me canta
uma paz que é rara

cantando o sorriso
num destino qualquer
serás hoje e sempre
menina-mulher

(Amaral Nascimento)

quinta-feira, agosto 27, 2009

paixões


Bem-aventurado aquele que, entre todas as paixões, escolhe a mais nobre: a sua felicidade aumenta de hora a hora, de minuto a minuto, e cada vez penetra mais no ilimitado paraíso da sua alma.
Mas existem paixões cuja escolha não depende do homem: nascem com ele e não há força bastante para as repelir.
Uma vontade superior as dirige, têm em si um poder de sedução que dura toda a vida.
Desempenham neste mundo um importante papel: quer tragam consigo as trevas, quer as envolva uma auréola luminosa, são destinadas, umas e outras, a contribuir misteriosamente para o bem do homem.

(Nicolau Gogol, in 'Almas Mortas')

terça-feira, agosto 25, 2009

os deuses de deus


Tomara que todos atirassemos cá para fora as muitas e grandes dúvidas que nos incentivam a procurar, a procurar, a procurar...

A caminhada de todo o ser humano, nesta Terra tão díspare e, ao mesmo tempo tão bela e esplandescente, não pode ser um calvário ou tormento doentio. Toda a caminhada, por vezes recheada de fé e certezas para uns, outras vezes complexa e sofredora para outros, tem que ter um sentido divino , um propósito individual, uma meta espiritual.

A simplicidade dos nossos corações terá que orientar a simplicidade dos nossos propósitos. E só na paz, na aprendizagem (ou relembrança) calma e paciente, sem desespero nem sofreguidão, sem pressas ou desnortes - somente no sossego interior das nossas consciências poderemos vislumbrar o lado mágico que toca o Deus de cada um.

Não creio que Deus esteja a ocultar de Si próprio que é Deus! Se, no princípio, nada mais era senão AMOR, chegou O instante em que Ele quiz experimentar a sua magnificência, quiz "viver a vida"... E que ideia mais maravilhosa do que a de dividir-Se em Seres de Luz para alcançar essa finalidade! Nós somos os intervenientes activos do Seu propósito. Nós somos, assim como todo o universo, o transbordamento de Deus dentro de Si mesmo. "Tudo é luz e tudo está certo quando apenas SOMOS, sem mais nada!"

Disse eu à amendoeira:

- Irmã, fala-me de Deus.

E a amendoeira floriu.

domingo, agosto 23, 2009

donos da realidade


Não tenho dúvidas de que a realidade do nosso dia-a-dia somos nós que a criamos na sua maior parte.
Quando saímos à rua pela primeira vez, sentimos que algo se vai passar de acordo com a nossa disposição e o nosso estado de espírito.
As decisões que iremos tomar vão, certamente, proporcionar os momentos que darão lugar a um rol de emoções e sentimentos que nos deixarão mais enriquecidos.
As decisões dos amigos, familiares ou, até, simples anónimos, que nos atinjam ou afectem, criarão as situações que farão despoletar reacções, comportamentos e emoções diversas.
Estou certo de que se o convite que recebi fosse diferente, a realidade de muitos momentos seguintes teria sido outra, bem diferente, para mim e para muitas outras pessoas.
A acção de cada pessoa provoca sempre uma reacção nas pessoas, animais ou coisas a quem a acção é dirigida.
Por vezes, até um simples sorriso para um desconhecido que passa por nós provoca uma reacção (a vários níveis) que se pode prolongar por um tempo indeterminado.
Um simples toque, uma palavra, um gesto, um pensamento, têm a força suficiente para reencaminhar padrões alojados na habituação de muitas mentes.

quinta-feira, agosto 20, 2009

o teu sonho

Segreda-me o teu sonho,
diz-me da luz
e do cálice
que bebeu a canção
que os teus lábios
murmuraram...

Quando o murmúrio
fizer soar
nas suas trombetas
a fúria do vento
e do inimaginável,
os lugares dos outros mundos
ofuscarão os mares
e as montanhas,
e serão planícies
de sentimentos novos
que alguma pena
jamais pronunciou...

E quando Deus se fizer Deus
e outra coisa
já não exista,
nem aquilo que nos rodeia,
o que é Tudo
permanece Tudo,
terno, belo e grandioso,
bem dentro dum grão de areia.

(Amaral Nascimento)



segunda-feira, agosto 17, 2009

lágrima que não secou

Serão as estrelas que ferem
será o azul que é demais
será o negro da escuridão
que escondem os meus ais

Será o som da tua voz
serão os teus lábios cerrados
será o torpor da tempestade
que trazem meus olhos molhados

Serão as nuvens que trovejam
será o vento que enlouquece
será o vazio que me deixaste
que até meu corpo enfraquece

Serão os teus olhos fechados
será a lágrima que não secou
será o mundo já longínquo
que o entusiasmo levou

Será tudo isto e muito mais
será o sonho e a liberdade
será que é o teu sorriso
esta lágrima de felicidade

Sorri assim sorri chorando
nesse vazio que me deixaste
foi num sonho brando e leve
que aos anjos nos levaste

(Amaral Nascimento)

sábado, agosto 15, 2009

arco-iris

Como estará esse teu peito
de que fala o teu encanto
esse perfume
que espalhas
nos amigos que te gostam
e abrigas no teu manto

Que dirá o teu cantar
quantas cores vês na lua
nesse anjo
que embalas
aos anjos que vais criando
nesta vida que é a tua

Um desenho em arco-iris
um horizonte de luz
uma brisa
que assobia
o nome que vai sumindo
do sítio que já não seduz

Oh sina que já trilhou
os trilhos dum sonho amado
já dorme
o cego da esperança
caído tonto na estrada
de pé dorido e marcado

(Amaral Nascimento)



quinta-feira, agosto 13, 2009

Blowing in the Wind

Fecho os olhos
e tento ouvir o vento...
e o pensamento a passsar...
e uma brisa suave
a levar-me pela mão...



video

terça-feira, agosto 11, 2009

és tu


Cortei a lua em mil bocados
tisnei teus olhos com eles
colei neles um sorriso
fiz-me loucura atrás deles

O mundo pode fugir
o sol deixar de brilhar
mas o teu brilho de sempre
é meu bornal pra levar

Ponho a lua em seu lugar
no assobio do teu peito
ver-te assim faz-me sorrir
assim feliz desse jeito

Chamo ao sol o riso eterno
chamo o teu passo distante
nas cores do arco-iris
sonho contigo esse instante


És feliz assim por isso
és bordão pra me apoiar
és tu a brisa da praia
a onda que vem do mar

(Amaral Nascimento)

domingo, agosto 09, 2009

dá-me um beijo


Dá-me um beijo
daqueles que
fartam as lágrimas
e amedrontam
os mares e os montes
um beijo que
acorde o sono
que respire o ar
e dê vida às fontes
e se o beijo repetir
o amor que aconteceu
a criança vai sorrir
porque o cordão
se rompeu

Dirás prazer
dirás ardente
dirás que é paz
augusta e quente
aberta a porta
do teu ninho
dirás um sim
à fantasia
e por mais
que a terra rode
e conte as vezes
que fores minha
terás a certeza
que nunca mais
um dia serás sozinha

(Amaral Nascimento)

sexta-feira, agosto 07, 2009

o grande puzzle

Deus é como um grande puzzle -
há uma pequena peça dele
em cada um de nós!
(Letícia The Saint)


quarta-feira, agosto 05, 2009

gosto de ti


Gosto de ti simplesmente
como a água num riacho
gosto de ti tão somente
na forma como te acho

Gosto de ti porque gosto
da maneira do teu andar
gosto de ti do teu rosto
desse teu jeito de amar

Serás uma brisa ligeira
serás um som angelical
já nada impede a ribeira
de ver seu mar cheio de sal

Será esta falta de ti
a mágoa que doi o peito
ou será que a vida ri
ao beijar-me deste jeito

Já não m'importa o futuro
só já vejo este presente
por detrás daquele muro
há gente gente e mais gente

Se à noite pegar a lua
com estas mãos que te querem
as pedras da tua rua
arremessadas já não ferem

Gosto de ti docemente
dentro da vida a viver
vivo em ti de contente
já não me custa morrer


(Amaral Nascimento)

segunda-feira, agosto 03, 2009

o mais extraordinário

O mais extraordinário é que, após a concepção, nenhum embrião ou feto dum ser vivo precisa de ajuda exterior para se desenvolver até à altura de nascer para este mundo.
A Natureza encarrega-se de fazer TUDO. Desde o pormenor mais elementar até aos biliões de neurónios que compõem a complexidade dum cérebro humano.
A Natureza encarrega-se de "formar" o corpo, com a perfeição que conhecemos.
A Natureza encarrega-se de criar a beleza das formas, a proporção dos tamanhos, os órgãos funcionais, os sistemas que o tornarão autónomo e apto para a vida neste planeta.
Dentro da barriga da mãe, o feto só vai "aproveitar" o alimento que ela ingere diariamente.
Tudo se passa fora das vistas, fora do contacto directo, fora dos desejos de qualquer mãe.
A Natureza ou Deus ou o Conhecimento ou o Criador tem o controlo de toda a situação.
O mesmo se passa com os animais, com as plantas, com qualquer ser vivo, por mais pequeno e insignificante que pareça.
E isto é o mais extraordinário!

video

sábado, agosto 01, 2009

Deus precisa de sofrer?


Deus precisa de sofrer?
Repito: Deus precisa de sofrer?
Há milhões, muitos milhões de pessoas que sofrem por este planeta fora.
Não escolheram para nascer em África, na Índia ou em qualquer outro país onde a miséria humana se faz sentir.
Mas foram nascer nesses lugares, foram "escolher" pais que sobrevivem diariamente, em ambientes de guerra, de fome, de extrema pobreza.
Porquê?...
Talvez porque... Deus precisa de sofrer, tal como precisa de rir, de exorbitar de alegria, de extravasar felicidade...
Se Deus precisa de se expressar, para além de SER TUDO, de ser AMOR absoluto, se Deus "quer" ou "precisa" de viver a experiência de Tudo O Que É - então, Deus cria as individuações que Lhe possam proporcionar tal vivência.
Isto quererá dizer que o ser humano mais não é do que o próprio Deus, individualizado, a experienciar "em Si" o conhecimento absoluto de "tudo o que é possível imaginar"...
E o mesmo se passará com todos os outros seres vivos e com tudo aquilo que parece morto, com todo o mundo material e não só.
Por esta ordem de ideias, poderia dizer que TU estás a sofrer porque és uma parte de Deus a experienciar o sofrimento.
Poderia dizer que TU estás a sentir-te feliz e carinhoso e esperto e comunicador e inspirado e altruísta porque és uma parte de Deus a desejar expressar-Se dessa maneira.
Se assim é, tudo e todos somos "a mesma coisa".
Somos apenas Aquilo que sempre foi e jamais deixará de ser. Somos corpo e espírito divinos. Somos da Natureza e do Cosmos. Somos Deus num processo que, a este nível, não somos capazes de entender.
Se assim é, Deus é o bom e é o mau?
Nada existe fora de Deus e, por conseguinte, Deus é o bom e é o mau!
Só que o "bom" e o "mau" não passam de meros conceitos. Conceitos humanos, criados pela mente humana.