Lisboa,

sábado, abril 30, 2011

momentos


Não há momentos vivenciados que sejam "perdas de tempo".
Em toda a realidade, verdadeiramente, criada, não haverá um único momento perdido. Pelo contrário: um rol de sensações e emoções preparam-se para fazer a sua entrada em cena.
Como actriz, como actor, estamos numa altura culminante da "nossa carreira".
Outro protagonista vai entrar em cena para um outro sketch ainda mais apetecido e gostoso.
Vamos ter de improvisar ainda mais maravilhosamente. Vamos ter de apelar à nossa imaginação. Vamos ter de buscar garra e criatividade. Vamos ter de conhecer-nos ainda melhor. Vamos vislumbrar mais claramente um pouco mais daquilo que somos.
Que bom! Que felicidade!
Vamos aproveitar esta dádiva! Vamos gozar em plenitude os próximos momentos! Vamos entregar-nos por completo!
No nosso improviso está a nossa verdade! Toda a "plateia" vai ver do que somos capazes!...
Vamos vibrar e explodir, para, no dia seguinte, nos deliciarmos serenamente com o sucesso alcançado…
Sem uma beliscadura, calmos e felizes, num repouso merecido, cada vez mais fantásticos na nossa evolução.
E, logo, logo, outra cena está a postos para ser representada...
Que maravilhosa é a vida, que nos dá estas oportunidades para decidirmos o que queremos ser!...



sexta-feira, abril 29, 2011

o passado passou



Quanto mais nos preocupamos com o passado, menos aproveitamos os minutos do nosso presente.
Podemos construir a nossa realidade alicerçada em padrões que fomos adquirindo ao longo dos anos, mas cada minuto que vivenciamos não volta exactamente igual, e cada pequena coisa que construímos é sempre diferente da anterior.


quinta-feira, abril 28, 2011

sobre o espaço não-consciente



Vamos beber ao inconsciente cognitivo com bastante regularidade, ao longo do dia, e delegamos discretamente na sua perícia uma série de tarefas, entre elas a execução de certas reacções.
Delegação da perícia no espaço não-consciente é o que fazemos quando apuramos uma competência a tal ponto que deixamos de ter noção dos passos técnicos necessários para sermos competentes. Desenvolvemos as competências à luz brilhante da consciência, mas depois enterramo-las na cave espaçosa da nossa mente, onde não atravancam os exíguos metros quadrados do nosso espaço de reflexão consciente.
..........
O esquema básico dos nossos circuitos cerebrais é formulado pelo genoma e esse esquema básico contém o primeiro repertório de conhecimentos não-conscientes com que o nosso organismo pode ser dirigido. Esse conhecimento tem a ver, em primeiro lugar e acima de tudo, com a regulação vital, questões de vida e morte, e de reprodução; contudo, devido precisamente à centralidade dessas questões, o esquema promove uma série de comportamentos que podem aparentar ser decididos pela cognição consciente, mas que são, na verdade, impulsionados por disposições não conscientes. As preferências espontâneas que manifestamos logo desde o início da vida, quanto a comida e bebida, companheiros e habitats, são impulsionados em parte pelo inconsciente genómico, embora possam ser adaptadas e modificadas pela experiência individual ao longo de todo o desenvolvimento.
..........
Além das emoções universais, há dois grupos de emoções comummente identificados que merecem uma menção especial. Há alguns anos chamei a atenção para um destes grupos e dei-lhe uma designação: emoções de fundo. Entre outros exemplos temos o entusiasmo e o desencorajamento, duas emoções que podem ser activadas por uma série de circunstâncias factuais na vida de um indivíduo mas que também podem surgir devido a estados internos como a doença e a fadiga. Ainda mais do que no caso de outras emoções, o estímulo emocionalmente competente das emoções de fundo pode funcionar de forma encoberta, desencadeando a emoção sem que nos apercebamos da sua presença. Essas emoções podem ser desencadeadas quando reflectimos sobre uma situação que já aconteceu ou quando pensamos numa situação que é ainda uma mera posssibilidade. As emoções de fundo são parentes próximas dos estados de humor mas diferem destes pelo seu perfil temporal mais circunscrito e pela identificação mais apurada do estímulo.


(António Damásio in O livro da consciência)

quarta-feira, abril 27, 2011

transcendência



Todos nós "encaixamos" em muita coisa que nos parece familiar e também "sentimos" que "a nossa verdade" não se ajusta a outras coisas que lemos.
Há formas de meditação que nos confundem; nenhuma confunde a linguagem que a minha alma conhece: os sentimentos. O meu Eu corpóreo habita num mundo físico a três dimensões, mas o meu Eu superior tem o conhecimento natural que é transitória esta esperiência, e quando chegar o seu momento, unir-se-à ao Todo a que pertence.
O mundo à nossa volta e Deus (como Tudo O Que Existe) "coexistem", porque, simplesmente, são "tudo o que há". O mundo físico, onde habitamos, os nossos corpos físicos que o habitam, NÃO ESTÃO DESLIGADOS de nada! Ninguém está separado de ninguém! Aquilo que dou a outrem recebo em troca. A experiência que proporciono a outra pessoas, vou experimentá-la um dia!
A morte é vida em evolução. Morre-se para se continuar a viver. As nossas células sabem isso. O nosso Eu sempre o soube. Nada desaparece com a "morte". O Eu de mim que é imortal irá evoluir biliões de vezes nas mais diferentes formas.
Ninguém "está fora de casa", porque a "casa" é só uma. Poderei sempre "mudar-me" de uma sala para a outra. Nada é permanente. Tudo muda a cada instante, considerando que tudo está acontecendo "ao mesmo tempo"…
Ser transcendente é próprio do ser humano. É o seu desafio mais grandioso. É na transcendência que ele vai buscar a capacidade de procurar, a cada instante do agora, criar uma versão de si mesmo cada vez mais grandiosa e sublime.
Tudo o que é de natureza superior, aparentemente separado do mundo sensível, desafia a mente humana.
Como diz Brian Weiss: "Nós somos eternos. As nossas almas nunca morrerão. Assim, devíamos começar a agir como se soubéssemos que a imortalidade é a nossa benção. Ou, de forma mais simples, devíamos preparar-nos para a imortalidade - aqui, agora, hoje e amanhã e todos os dias do resto das nossas vidas."


terça-feira, abril 26, 2011

lábios hesitantes



Outro som sem resposta
surge de entre as palavras
sonorizadas pelo silêncio
dos momentos perdidos…
Os beijos que passaram céleres
sem que a percepção os vislumbrasse
"smilam" de novo no ar
entre lábios hesitantes e apetecidos...

A magia dos momentos que não acontecem
flui através dos corpos que se desejam
ainda que a realidade
não se molde definitivamente
porque a harmonia se afasta...

(Amaral Nascimento)

segunda-feira, abril 25, 2011

a message of hope


A mensagem de esperança que corre pelo YouTube!
Um hino ao Amor, à urgência da mudança, ao entendimento, à consciencialização do ser humano, à partilha e cooperação.
A preservação da espécie humana e a habitacionalidade do planeta Terra nunca estiveram tanto em perigo...



video

domingo, abril 24, 2011

words


Serão as palavras apenas sons que os sentidos apreendem, ruídos que a mente interpreta, emissões que a voz articula e que o vento leva imediatamente e, tempos depois, já nem sequer são lembradas?...
Serão as palavras apenas isto?
Ou será a palavra um dos importantes instrumentos da Criação, uma energia poderosa dirigida ao Universo que jamais será apagada, jamais será supérflua?...
Fará mesmo a palavra parte daquela energia negra, zona desconhecida e grandiosa do universo, que se agrupa com a energia do pensamento, a energia de qualquer emoção e sentimento multiplicada pelos biliões de seres que habitam um planeta qualquer?...



video



BOYZONE - Words

Smile, an everlasting smile
A smile can bring you near to me
Don't ever let me find you gone
Cause that would bring a tear to me
This world has lost it's glory
Lets start a brand new story
Now, my love
Right now there'll be no other time
And I will show you how my love

Talk, in everlasting words
And dedicate them all, to me
And I will give you all my life
I'm here if you should call to me
You think that I don't even mean
a single word I say...
It's only words and words are all I have
To take your heart away.

CHORUS, repeat

Da da da da da da da
Da da da da da da da da
Da da da da da da da da
Da da da da da da da da

This world has lost it's glory
Let's start a brand new story
Now, my love
Right now there'll be no other time
And I will show you how my love

Talk in everlasting words
And dedicate them all to me
And I will give you all my life
I'm here if you should call to me

You think that I don't even mean
a single word I say...
It's only words and words are all I have
To take your heart away.

It's only words and words are all I have
To take your heart away.

sábado, abril 23, 2011

a criação consciente




A criação é a forma mais elevada da Divindade, e o Seu direito de primogenitura.
A verdade é que tu estás criando o tempo todo.
A questão central na tua vida é se estás fazendo isso, consciente ou inconscientemente.
A criação consciente é o que é necessário agora.
Pára de estar deprimido. E pára de ter pensamentos negativos.
Passa por cima disso!
Amanhã espera-te uma nova oportunidade para escolheres como vai ser.
Vai em frente! Faz isso acontecer!
És tu que estás no comando!




(da caixa do correio)

sexta-feira, abril 22, 2011

mar


Oh, mar bravio e enorme!
Falas de longe e de perto
murmúrios e roucos gritos,
até pro distante deserto...
Falas de mim, eu bem sei!
Falas do corpo que grita,
falas pra todos que andam
sobre a onda que se agita...

Bradaste da chuva,
bradaste do sol,
e quando a chuva caíu,
entre os raios do sol vencido,
soltaste o medo da gente,
como se a morte surgisse
detrás da nuvem sombria,
sem saber que a morte mente...

Não sei se me ouves,
se a tua voz me assusta;
Quando te abraço sem jeito,
quando me enleio no carinho,
não acredito que um dia
roubaste a vida de tantos
se cruzaram no teu caminho...

Que grito é esse que ecoas,
que espumas tão sabiamente
retiras desse teu ventre?...
Talvez um dia reveles
a fonte que te deu vida,
o senhor da tua sorte,
aquele que lá do fundo
dá vida a toda a morte...


(Amaral Nascimento)



quinta-feira, abril 21, 2011

human planet

Para ver e rever!...
E acreditar que é possível salvar o que há de mais belo!...



video

quarta-feira, abril 20, 2011

na toca



Hoje estive eu na toca
encafuado no buraco
reescrevendo notas soltas
tirando-as fora do saco

Em dia de chuva e vento
fazer o quê pela rua
se dentro da nossa casa
qualquer alma anda nua

O prazer de estar em casa
não é prazer de qualquer
mas é partilha completa
ao lado da tal mulher

É um cinema na sala
são acordes duma banda
é silêncio no escritório
tudo junto na varanda

Sem falar daquele quarto
onde o sono assim obriga
a dormir a sono solto
se algo mais não consiga

Ficou de fora o amor
ficou assim pois então
no prazer de estar em casa
há sempre amor e paixão


(Amaral Nascimento)


terça-feira, abril 19, 2011

incrível


Ela tem 84 anos. Ele tem 25.
Ainda assim, o "impossível" acontece!


video


Com a música deliciosa dos Coldplay...


segunda-feira, abril 18, 2011

coragem


Ah, estas lágrimas traiçoeiras!...
Por um acaso dei com
este texto e logo uma lágrima repetida quase me fez esquecer a Sarah Brightman que estava a ouvir...
Porque fui ler a sua
Coragem ... e pronto!...
Dei por mim a pensar na figura da Cláudia, ainda presente na memória, atrás dum balcão do Forum, a bebermos um café e a falarmos (uma conversa tão breve quão agradável...) de coisas não usuais em duas pessoas que se veem pela primeira vez.

Não voltei a ver nem a falar com a Cláudia, mas ela foi aquela luz divina, daquelas que, por vezes, nós encontramos e deixam sempre um pouco de si para relembrarmos toda a vida...

Tomara que ela, hoje, seja uma pessoa feliz nesta vida, já que, a um outro nível de consciência, ela será muito, infinitamente muito mais do que isso!...


carta assustadora

Não sei o que mais impressiona nesta carta.
Não sei se será assim, se será algo parecido, ou se jamais acontecerá...
Mas os sinais são tão evidentes, que ninguém pode ficar indiferente a tamanha possibilidade...
Tomara que todos possamos reflectir naquilo que acontece em cada momento!...


video


domingo, abril 17, 2011

um dia num sonho


Acordei de manhã
abri a janela
senti a tua luz
entrando por ela
entrei na cozinha
cheirando a café
foras tu que o fizeras
comigo ao pé
corri pela rua
ouvi passarinhos
as flores sorrindo
aos filhos nos ninhos
caminhei junto ao mar
olhando o teu riso
e vi que uma onda
era o teu sorriso
pensei no teu rosto
vi o pôr do sol
a praia sozinha
a areia um lençol
voltei para casa
sentei no sofá
procurei o teu cheiro
não estava inda lá
toquei o vazio
o lado que é teu
fechei os meus olhos
senti-me no céu
então os meus braços
chegaram aos teus
senti os teus lábios
bem perto dos meus
pela primeira vez
beijei sem parar
bebi tua boca
teu gosto a dobrar
neste sonho lindo
sonhei sem te ver
vi-te comigo
voltando a nascer


(Amaral Nascimento)


sábado, abril 16, 2011

teté


- Quantos aninhos faz a Teté?
- Quatro! ...
- Parabéns, Teté!... Muitos, muitos, muitos parabéns!...




video

sexta-feira, abril 15, 2011

lonjura


Não sei o que é mais difícil
se o amar às escondidas
se o amar feito paixão
se deixar o amor voar
por entre os dedos da mão...

Foi com uma doce ternura
que deixaste esse teu sonho
sentes que nada mudou
mas fizeste florescer
cada flor que já murchou...

Faz tempo que o meu sentir
sente a musa à minha beira
sei apenas que a ternura
faz amor com o carinho
seja qual for a lonjura...

(Amaral Nascimento)


quarta-feira, abril 13, 2011

dicotomia divina


"Na verdadeira ordem das coisas, uma pessoa não faz algo para ser feliz - uma pessoa é feliz e, por isso, faz algo.
Uma pessoa não faz certas coisas para ser condolente, é condolente e, por isso, age de determinada maneira. A decisão da alma precede a acção do corpo numa pessoa de elevada consciência.
Só uma pessoa inconsciente tenta produzir um estado de alma através de algo que o corpo está a fazer. É o que significa a afirmação: "A tua vida não é aquilo que o teu corpo faz."
Mas também é verdade que aquilo que o teu corpo está a fazer é um reflexo do que é a tua vida.
Trata-se de outra dicotomia divina.
Mas, ainda que não percebas mais nada, fica sabendo que: Tens direito à tua alegria; com ou sem filhos; com ou sem mulher. Procura-a! Descobre-a! E terás uma família feliz por muito ou pouco dinheiro que ganhes. E se eles não se sentirem felizes e resolverem abandonar-te, liberta-os com amor para que vão em busca da alegria deles."


(Neale Donald Walsch in Conversas com Deus)


segunda-feira, abril 11, 2011

as 18 relembranças

"As conversas com Deus" trazem-nos inúmeros ensinamentos. Ou, talvez, apenas importantíssimas relembranças. Coisas que fomos esquecendo ao longo da vida, coisas que nos trazem paz quando as recordamos, como se fossem nossas conhecidas...


video

sábado, abril 09, 2011

heróis da nossa memória


Robin Hood (conhecido em Portugal como Robin dos Bosques) é um herói mítico inglês, um fora-da-lei que roubava dos ricos para dar aos pobres, aos tempos do Rei Ricardo Coração de Leão. Era hábil no arco e flecha e vivia na floresta de Sherwood. Era ajudado por seus amigos "João Pequeno" e "Frei Tuck", entre outros moradores de Sherwood. Teria vivido no século XIII, gostava de vaguear pela floresta e prezava a liberdade. Ficou imortalizado como "Príncipe dos ladrões".
Tenha ou não existido tal como o conhecemos, "Robin Hood" é, para muitos, um dos maiores heróis de Inglaterra.




Será uma lenda mas, para quem vive hoje em Nottingham, cidade no centro de Inglaterra que serve de cenário à maioria das baladas iniciais, Robin continua a existir. Além das estátuas, há as ruas batizadas com o seu nome ou o festival anual que lhe é dedicado. E há também o que resta da Floresta de Sherwood, onde é possível encontrar a árvore em redor da qual o bando de Robin se reunia em conselho.
É claro que, caso tenha vivido em Yorkshire (Inglaterra)Yorkshire, a floresta não era a de Sherwood mas a de floresta de Barnsdale.
No convento de Kirklees, hoje em ruínas, existe também aquela que se pensa ser a sua campa e onde se pode ler: "Aqui jaz Robard Hude".


(Wikipédia)

sexta-feira, abril 08, 2011

sono feliz


"Tal como um dia bem passado traz um sono feliz, também a vida bem vivida traz uma morte feliz."

(Leonardo da Vinci)

quarta-feira, abril 06, 2011

energia negra


O telescópio espacial Hubble permitiu descobrir que a "energia negra", força repulsiva teorizada por Einstein e responsável pela contínua expansão do universo, existe quase desde a sua origem, afirmam astrofísicos norte-americanos.
"Embora a energia negra represente mais de 70 por cento do universo, pouco sabemos dela", sublinha Adam Riess, astrofísico da Universidade Johns Hopkins de Baltimore (Maryland), principal autor da investigação que será publicada na edição de 10 de Fevereiro do Astrophysical Journal.
Foi ele que em 1998 revelou a presença da "energia negra", pondo termo à teoria de que o universo, após a fase de expansão subsequente ao "big bang", estaria numa fase de contracção.
"A nossa última descoberta indica que essa coisa a que chamamos energia negra existia já há pelo menos 9 mil milhões de anos, quando se começou a fazer sentir", ou seja, quando a expansão cósmica se acelerou - afirmou numa conferência de imprensa.
"É a primeira vez que temos dados significativos, embora discretos, desde esse tempo", acrescentou.



Os astrofísicos chegaram à conclusão de que a chamada “Energia Negra” existe mesmo — é curioso como a ciência chegou à conclusão que a Energia Negra existe, mas ainda não conseguiu constatar o óbvio e auto-evidente: que Deus É.
Desde logo, seja a Energia Negra uma ilusão, como dizem alguns cientistas, seja ela uma realidade, como o estudo agora publicado refere, Richard Dawkins está sempre errado nos dois casos.
No seu livro “A Desilusão de Deus”, Richard Dawkins escreve na página 183 (por exemplo) o seguinte: «Ver-se-á que então que há apenas uma maneira do universo ser. Nesse caso, longe de ser preciso que Deus rode os seis botões de comando, não há sequer botões de comando para rodar.»
Se a Energia Negra é uma ilusão (segundo alguns cientistas), a aceleração expansiva do universo resultaria de uma distribuição desigual da matéria ao longo do universo — e portanto, o universo não tem uma só maneira de ser, como diz Richard Dawkins. Se a Energia Negra de facto existe, o erro de Richard Dawkins é ainda mais relevante, porque a Energia Negra actua no universo de forma heterogénea, dependendo das “zonas” do universo — ou seja, não só existem “zonas” do universo com características diferenciadas, como a Energia Negra actua de forma diferente em cada uma delas.
Por exemplo, a aceleração expansiva da Energia Negra no nosso “canto” do universo é de 74 quilómetros por segundo e por megaparsec (1 megaparsec = 3,2 mil milhões de anos-luz). Porém, esta aceleração da Energia Negra não é a mesma noutros “cantos” do universo.


(espectivas.wordpress.com - 20/3/2011)


video


No Fermilab em Chicago, nos EUA, os cientistas têm vindo a desenvolver um projecto que visa fotografar energia negra. Hipoteticamente, esta energia está distribuída por todo o Universo e tende em acelerar a expansão do mesmo.
O processo de montagem da DECam ou Dark Energy Camera (Câmara de Energia Negra) encontra-se agora a 80%, muito próximo da conclusão.
Com um enorme sensor de 570 megapixéis (projectado para tirar fotografias à energia negra), esta câmara fotográfica gigante, tem um obturador com aproximadamente 1,5 metros de altura e pesa cerca de 4 toneladas.
Assim que a DECam estiver concluída, será enviada para o observatório de Cerro Tololo Inter-American, no Chile, onde será usada para tentar determinar se 3/4 do universo são realmente compostos por energia negra, ou se a gravidade se comporta de forma diferente do que Einstein pensava.


(tecnologiasdeultimogrito.com)

segunda-feira, abril 04, 2011

pedras no caminho


Posso ter defeitos, viver ansioso e ficar irritado algumas vezes,
Mas não esqueço de que a minha vida
É a maior empresa do mundo…
E que posso evitar que ela vá à falência.
Ser feliz é reconhecer que vale a pena viver
Apesar de todos os desafios, incompreensões e períodos de crise.
Ser feliz é deixar de ser vítima dos problemas e
Se tornar um autor da própria história…
É atravessar desertos fora de si, mas ser capaz de encontrar
Um oásis no recôndito da sua alma…
É agradecer a Deus a cada manhã pelo milagre da vida.
Ser feliz é não ter medo dos próprios sentimentos.
É saber falar de si mesmo.
É ter coragem para ouvir um “Não”!!!
É ter segurança para receber uma crítica,
Mesmo que injusta…

Pedras no caminho?
Guardo todas, um dia vou construir um castelo…


(Fernando Pessoa)

sábado, abril 02, 2011

Fukushima


No dia 31 do mês passado, recebi este email na minha caixa de correio eletrónico:

Para todas as pessoas do Mundo
Por favor, envie as suas orações de amor e gratidão para a água nas centrais nucleares em Fukushima, no Japão!
Por causa do terramoto de magnitude 9 e do gigantesco tsunami, mais de 10.000 pessoas estão ainda desaparecidas ... até agora ...
Passaram 16 dias desde que aconteceu o desastre. O pior é que a água nos reactores nucleares da Central de Fukushima começou a vazar, e está a contaminar o oceano, o ar e as moléculas de água das zonas circundantes.
A sabedoria humana não foi capaz de fazer muito para resolver o problema, e estamos apenas tentando esfriar a ira dos materiais radioativos nos reactores, descargando água para dentro deles.
Não há realmente mais nada a fazer? Eu acho que sim.
Durante mais de vinte anos de pesquisa, tenho testemunhado que a água pode tornar-se positiva quando recebe a vibração pura da oração humana, não importa o quão longe estamos dela.
A fórmula da Energia segundo Albert Einstein, E = MC2, significa realmente que a Energia = número de pessoas e ao quadrado da consciência dessas pessoas. Agora é a hora de entender o verdadeiro significado.

Vamos todos juntar-nos na cerimónia de oração, como cidadãos do planeta Terra. Gostaria de pedir a todas as pessoas, não apenas no Japão, mas em todo o mundo para nos ajudar a encontrar uma saída para a crise deste planeta!
O processo da oração é o seguinte.
Nome da cerimônia: "Vamos mandar os nossos pensamentos de amor e gratidão a toda a água na central nuclear em Fukushima"
Dia e hora: 31 de marco de 2011 (quinta-feira)
12:00 meio-dia em cada fuso horário

Por favor, diga a seguinte frase: "Água da central nuclear de Fukushima, pedimos desculpa por fazê-lo sofrer. Por favor, perdoe-nos. Nós agradecemos, e enviamos o nosso amor..."
Por favor, diga isso em voz alta ou mentalmente. Repita-o três vezes colocando as mãos juntas em posição de oração.
Por favor, ofereça a sua oração sincera.

Muito obrigado do coração.
Com amor e gratidão,
Masaru Emoto Mensageiro da Água
AHO,avó Whitedeer


Notícias: Água contaminada * temores em Fukushima