Lisboa,

segunda-feira, janeiro 28, 2013

somos Deus

Não adianta procurar!
Está tudo "dentro" do Criador: eu, tu, os animais que voam, que andam e que nadam, os mares, as estrelas, o cosmos, os meus pensamentos e os pensamentos de todos os mundos...
Tudo é o Criador! Tudo é Deus! Tu e Eu somos Deus!

sábado, janeiro 19, 2013

hoje faço anos

Hoje, faço anos! Dizem os meus familiares que nasci neste dia 19 de Janeiro, que foi neste dia que, cortado o cordão umbilical, fui "depositado" neste mundo físico para a minha tarefa de vivenciar as coisas da Vida. Não me lembro de ter sido eu a decidir vir "até cá"... Mas, vistas as coisas por um prisma especial e discutível, fui eu que escolhi os meus pais, o local de nascimento, os familiares e amigos, a estrada que iria conduzir aos propósitos desta "visita". Não me lembro, mas, se assim foi, deram-me a liberdade para caminhar por esta estrada e escolher saídas e becos, curvas e contracurvas, escolhi a noite e o dia, com a certeza de que, por mais que caminhasse, iria, no final, chegar àquele ponto determinado.



Quando o céu 
amanhecer
vou sentir
dentro de mim
uma vida 
a renascer..


É bom fazer anos quando se é criança, adolescente, homem ou mulher maduros, pessoas já "entradas" na vida... quando a estrada se estende ainda pela frente ou se existem objectivos ainda ousados para alcançar.
Depois... as coisas vão-se tornando mais passivas, mais tolerantes, mais distantes, mais vazias de graça, exactamente como se a importância de cada uma delas deixe de interessar ou sequer despertar alguma atenção especial.
Isto quer dizer que a nossa familiaridade com as coisas deste mundo nos une à desnecessidade de as experienciar. Talvez porque já as tenha visto e vivenciado o suficiente, ainda que não nesta mas em qualquer outra vida.


video


OS DOIS DIAS MAIS IMPORTANTES DA VIDA SÃO:

- O DIA EM QUE NASCEMOS
- O DIA EM QUE DESCOBRIMOS PORQUÊ

Esta frase pertence a Mark Twain, que disse muitas outras coisas, umas mais interessantes que outras...
Mas esta é especial. Estes dias são extremamente importantes para todos os humanos. E ninguém fica indiferente a qualquer deles. Porque o dia em que se nasceu, comemora-se e provoca um entusiasmo interior diferente de qualquer outro entusiasmo. Esse dia convida à alegria, ao passeio, ao almoço ou jantar especial, ao apagar das velas, ao receber prendas de familiares e amigos. O outro dia, aquele outro importante, em que descobrimos o porquê de termos nascido, é um dia que convida à reflexão e ao conhecimento da paz e da alegria interiores que não são explicáveis com as nossas palavras.



Vai-se o sonho
faz-se luz
surge o estrondo da verdade
num riacho de água pura...
Já nem o pensar me seduz
já estou noutra realidade
é tudo paz e candura...



Dizem que AMARAL é de origem teutónica. 
Que significa popular. 
Que tem "muita compaixão e amor para dar, é capaz de passar a vida fazendo o bem pelas pessoas, chega até a se esquecer que também é uma pessoa que pode precisar de receber ajuda e amor." 
Que "é o tipo de pessoa que não se deixa afectar quando existe oposição às suas ideias ou acções." 
Que "é independente e dinâmico, que são características de um líder, e é desta forma que é visto." 
Que "revela como pensa, sente e age."
Que "está sempre em busca da sabedoria, do conhecimento e da perfeição. Muito intuitivo, inspirador e retraído. Sonha em usar a mente, ser intelectual, científico, filósofo ou místico. "
Dizem!...

video


Gosto (sempre gostei) do número 4...
O outro número compatível com o meu nome é o número 7.

Vou ter que mentalizar-me em "esquecer" no Euromilhões os números 2, 5, 6 e 9. São incompatíveis e estão em desarmonia comigo... Vai ser difícil lembrar tudo isto!...

O engraçado é que (estando eu afastado completamente destas teorias astrológicas e numerologistas) deparei com este excerto:

amaral 

Significado - Numerologia - Anseios da Alma 3

ANIMA - O QUE MOVE VOCÊ? 
A vibração da ANIMA mostra a impressão que você transmite às pessoas e os efeitos que lhes causam. Deve ser considerado um dos número mais importantes na sua vida. Conhecendo-o poderá entender o planejamento da sua vida. Compreendendo este plano e buscando viver de acordo com seu significado trará mais sentido à sua vida, e a fará mais útil e feliz. Ter consciência dessa vibração ajuda a reconhecer o porquê de suas aversões e gostos. Não desperdiçará um dia sequer de sua vida, e jamais a sentirá inutil ou sedentária na velhice se viver de acordo com as vibrações deste número. 3 - Deseja ser cheia de energia, com entusiasmo e criatividade, ser popular e chamar atenção. Gosta de dias ensolarados sentindo o sol no rosto, gosta de roupas coloridas e de sair por aí. Fazer compras e gastar comprando objetos de decoração é um grande prazer. Não gosta de solidão, nem de ser preso a um ideal, tem aversão por obrigações e horários fixos a cumprir. O casamento o enfraquece, mesmo que o atraia, na realidade pratica acaba se sentindo sem energia, por isso costuma ser mais namorador e infiel.



E pronto!...
Cheguei ao fim deste dia! Como não cruzei mares e montanhas, foi uma travessia curta. 
Mas... ainda vou almoçar fora de casa, passear, receber prendinhas... e amar!!...


video


O meu obrigado a Deus, ao Universo, à Natureza, à Deusa que nos criou e nos fez parcelas de Si, para que,     neste mundo tão belo e ao mesmo tempo tão cheio de todas as coisas (boas e más), possamos participar no Processo idealizado no domínio que a nossa compreensão não alcança...




quarta-feira, janeiro 16, 2013

the walls of the world

video

KATIE MELUA


The sun is only shining like it always does
But I never noticed it in the sky before
And you don't need to worry
'Cause I need your love, my friend

There's a strong kind of feeling when I know you're near
Nobody alive can take it away from me
And I feel like I've known you for a thousand years
Bring it out into the light

'Cause I think I'm gonna write it on the walls of the world
So everyone will know today the love I hold for you
I will write it on the walls of the world
So that the sun won't fade away the words I say to you
I love you

And I know I'm not a loser when I'm on my own
I could be miles away in another land
And it keeps me together when I'm far from home
I won't keep it out of sight

And I think I'm gonna write it on the walls of the world
So everyone will know today the love I hold for you
I will write it on the walls of the world
So that the sun won't fade away the words I say to you
I love you


sexta-feira, janeiro 11, 2013

o gene da morte


Um grupo de cientistas norte-americano descobriu por casualidade que o gene que dá corda ao relógio biológico é capaz de determinar o momento em que vamos morrer. A conclusão foi publicada na revista especializada «Annals of Neurology».

O gene foi descoberto durante uma investigação sobre o desenvolvimento do Parkinson e a enfermidade de Alzheimer, como explicou Andrew Lim, do Departamento de Neurologia «Beth Israel Deaconess Medical Center», em Boston.

Os médicos investigaram os padrões de sono de cerca de 1200 pessoas com mais de 65 anos de idade, através de uma pulseira que vigiava os ciclos de sono e vigília. A equipa descobriu diferenças genéticas significativas entre quem costuma madrugar e tem por hábito deitar-se cedo e quem acorda tarde e só se deita de madrugada. 

Um nucleótido combinado como o gene «Period 1» marcava diferenças entre os «madrugadores» e os «notívagos», sendo que 60% tinham adenina (A) e 40% guanina (G), respetivamente. 

Os resultados demonstraram ainda que os «madrugadores» morrem cerca das 11:00, enquanto que a maioria dos «notívagos» morre por volta das 18:00. 

Outra das conclusões é que as variedades genéticas podem indicar a hora da morte dos seus portadores. Andrew Lim, explica que «o relógio biológico interior regula muitos dos aspetos da biologia e comportamento humano e também inclui a hora de estados clínicos graves como um derrame cerebral ou um enfarte». 

(FCO    |   2012-11-22 18:16)

terça-feira, janeiro 08, 2013

depois


Num riacho de água pura
vais ver a luz
com a verdade grudada
no reflexo imaculado
do sinal
que eu lá pus


video

segunda-feira, janeiro 07, 2013

para além do mais

sábado, janeiro 05, 2013

quando a rua se fechou



Quando a rua se fechou
li no silêncio que vinha
uma história toda minha
uma vida que acabou.
Quando a rua se fechou
outra rua com mil ruas
cavalgando em mil luas
desfez a luz e brilhou.
Quando a rua se fechou
surgiram flores da flor
misturadas numa côr
na tela que alguém pintou.
Quando a rua se fechou
vi um céu desconhecido
e sem nenhum alarido
surgiu um deus e falou.
Falou da morte e da vida
falou de si e de mim
fez-se doce querubim
alma pra sempre nascida.
Quando a rua se fechou
abriu-se o tempo sem fim
abriu-se um som de clarim
e um amor que sempre amou


(Amaral Nascimento)


quinta-feira, janeiro 03, 2013

o menino

Ontem, a mamãe ensinava o menino a dizer obrigado.
 Hoje, sempre que recebe um presente qualquer, o menino diz: "bigado!".
 Que bom!
 Espero que, quando seja rapazinho, o ensinem a estender o seu agradecimento à Natureza que o cerca, aos recursos que o rodeiam, ao Deus do seu entendimento.
 Que esse novo obrigado seja um reconhecimento que há Alguém que o ama e o protege e, quando agradecer, apenas o faça pela alegria de saber que é um obrigado por cada dia que vive neste mundo.
 Não é um obrigado para satisfazer Alguém, nem é um obrigado para se redimir de pecados, nem é um obrigado para escapar ao inferno e alcançar a vida eterna ou outras benesses divinas.

A mim não me ensinaram estas coisas. Não me ensinaram a agradecer a Deus pelas coisas que vivi ontem, pelas emoções que senti hoje, pelas oportunidades, venturas ou desventuras que vou vivenciar amanhã.
 Ensinaram-me que era obrigado a temer o Deus que está no Céu, a respeitar os mandamentos que Ele ordena, a não pecar, a não fazer coisas feias, a pedir perdão, a confessar os pecados que cometo, a cumprir os preceitos cristãos sob pena de ir parar ao inferno.
 Ensinaram-me que a única forma de me salvar era baptizar-me, era fazer promessas a Nossa Senhora, era andar de joelhos em Fátima, era ir à catequese, era fazer tudo aquilo que o Papa escreve e todos os padres ordenam que se faça.
 A mim, ensinaram-me estas coisas.

Ainda bem que a mamãe ensina o menino a dizer obrigado.
 Que bom!
 Espero que, amanhã, o ensine também a dizer: "Obrigado, Deus, por este dia que hoje vou viver neste mundo tão bonito. Obrigado porque me amas, e me dás oportunidade de amar e ser amado por tanta gente que me rodeia. Obrigado pela chuva que faz crescer os alimentos que vou comer, obrigado pelo sol que me aquece e brinca comigo nas ondas das praias. Obrigado pela verdura que fazes crescer nos campos e nos mares e alimentam os animais e todos os bichos da terra. Obrigado por seres o meu Deus e o Deus de toda a gente. E, olha, gosto muito de Ti, porque sei que gostas de mim, da maneira como eu sou!
 Obrigado!"

terça-feira, janeiro 01, 2013

2013

É assim sempre todos os anos!
Feliz Ano Novo, um Ano cheio de prosperidades, que o Ano nos traga tudo aquilo que ambicionamos!...
2013 entreabre as suas portas com uma crise económica brutal. Não só em Portugal, mas por todo o mundo... O capitalismo implantou-se como um sistema inevitável, mas o mal maior não parece estar na política, mas muito especialmente nos políticos, nos seus ideais, nos conceitos que originam males em quase tudo aquilo que querem alterar.
Olhamos para a Europa e vêmo-la trémula e incapaz de se impôr, olhamos para uma América, que parecia inatingível, sofrer dos mesmos males económicos e financeiros. O mundo está em transformação e os nossos netos terão que ser timoneiros para trazer a concórdia e o êxito a este mundo conturbado.
Há muita coisa que não se entende, quando vemos uma população a empobrecer e vemos uma classe política sem preparação para governar um país. A crise está nos governantes, está nas medidas que se adoptam, está no rumo que se escolhe para fazer frente a dificuldades que se multiplicam cada dia que passa.
Vamos ter esperança porque, se o mundo está em transformação, algo de bom nos irá estar destinado!...