Lisboa,

sábado, agosto 25, 2007

ao vento



Sou a crista da onda
sou o jorro da fonte
sou o ruído da nora
sou o declive do monte

Cantares de voz tremida
odores de tez macia
moveu-se a folha dormida
soltou-se a rama vazia

Já vejo a vida a correr
correndo mundos e fundos
já o sonho voltou de ver
lugares santos profundos

Que é feito de ti, amigo
que é feito do teu sorriso
quantas vezes morri contigo
as quantas que foi preciso

Chamo por mim e não vens
chamo a voz que emudeceu
chamo a chama qu'inda tens
chamo o lugar que sou eu

(Amaral Nascimento)


12 Comentários:

At agosto 26, 2007 1:32 da manhã, Blogger Su diz...

passo a correr mas com tempo para te deixar jocas maradas...sempre

 
At agosto 26, 2007 11:22 da manhã, Blogger Sophiamar diz...

Um lindíssimo poema. Não te conhecia. Gostei.
Beijinhos

 
At agosto 26, 2007 3:12 da tarde, Blogger Bichodeconta diz...

Grande poeta.. Sem favor e sem exageros, apenas constacto uma feliz evidencia..Parabéns e o desejo de uma boa semana.Um abraço, Ell

 
At agosto 26, 2007 3:33 da tarde, Blogger TMara diz...

Amigo, muito belo este poema. E tem um ritmo k lateja e um sabor k faz klembrar os Cantares de amigo.
Bjs
luz e paz e boa semana

 
At agosto 26, 2007 6:12 da tarde, Blogger © Piedade Araújo Sol diz...

Está muito bonito.

Gostei!

Um beijo com sabor a maresia....

 
At agosto 26, 2007 7:29 da tarde, Blogger Papoila diz...

Beijos de alguém que está em fase de renascimento...
Que gosta de rebolar pelos declives dos montes...

beijos muitos
BF

 
At agosto 27, 2007 12:38 da manhã, Blogger Kalinka diz...

AMIGO AMARAL

COMO SEMPRE - BELO O POEMA.

Mais um fim de semana que passou e eu, continuo negra por dentro...mas, a tua companhia virtual faz pequenas maravilhas nas 24 horas do dia.

Desta vez, recebi mais um prémio e um «desafio» respondi o melhor que pude, que foi revelar os 7 acontecimentos marcantes na minha vida! Podem ser marcados pela positiva como pela negativa.

Boa semana.
Beijitos azuis (em homenagem ao meu neto que faz esta semana o seu 1º aninho de Vida).

 
At agosto 27, 2007 2:30 da manhã, Blogger Paula Raposo diz...

É, Amaral. Gosto de te ler. A calma que me trazes é boa. A paz também. Milhões de beijos.

 
At agosto 27, 2007 3:04 da tarde, Blogger Nani diz...

Amaral...

Depois de uma férias, aqui estou neste teu cantinho que gosto tanto de visitar.

Nani

 
At agosto 27, 2007 9:57 da tarde, Blogger Monólogos.by.Paula diz...

Ai Amaral,

Se entendi o que quiseste transmitir, como eu te entendo.

Afastamo-nos de nós, procuramo-nos e muitas vezes não nos encontramos!

Amigo, gosto de Ti, muito.

Bigada pela força, mas ando meio perdida. Deixei de ser eu desde o momento em que deixei de escrever o que sinto.

Sabes, deixo-te uma confidência. Começo a achar-me ridícula!

Beijão grande cheio de Carinho e Ternura.

 
At agosto 28, 2007 1:46 da manhã, Blogger Ana Luar diz...

Estou aqui Amaral... e tb eu gosto muito de ti...
deixo-te um beijo... o meu.

 
At agosto 28, 2007 4:55 da tarde, Blogger tb diz...

belo! Uma cantiga às coisas boas e simples da natureza que somos e que verdadeiramente contam...

 

Enviar um comentário

<< Home