Lisboa,

terça-feira, agosto 28, 2007

há dias

Há dias em que me sinto terrivelmente só.
Há momentos em que sinto que estou a travar este combate sozinho.

ISSO É PORQUE ME DEIXASTE, MEU FILHO.
ABANDONASTE A TUA PERCEPÇÃO DE MIM.
NO ENTANTO, ONDE EXISTE CONSCIENCIA DE MIM, NUNCA PODES ESTAR SÓ.


(Neale Walsch in Conversas com Deus-3)

12 Comentários:

At agosto 28, 2007 11:23 da manhã, Blogger Paula Raposo diz...

Não, não estás a travar este combate sózinho! Beijos.

 
At agosto 28, 2007 11:41 da manhã, Anonymous Anónimo diz...

Olá

Gostaria muito de uma visita sua ao meu blog - NA SOMBRA DA LUA.

OBRIGADO

 
At agosto 28, 2007 12:47 da tarde, Blogger Jonice diz...

Perhaps, in fact, we are never alone.
Ontem postei um poema que acaba com estas palavras...
Beijinho, Amaral!

 
At agosto 28, 2007 12:49 da tarde, Blogger Luís Galego diz...

toa-me muito este post...muito, mesmo!!!

 
At agosto 28, 2007 4:48 da tarde, Blogger tb diz...

Não Amaral, não estás só. Porque existes e és. E ao teu redor também.
Beijo meu

 
At agosto 28, 2007 5:30 da tarde, Blogger Um Momento diz...

Abraço-te...
E trago-te algo da minha casinha...vai lá sff
Um beijo sentido... em TI
(*)

 
At agosto 28, 2007 6:51 da tarde, Blogger Papoila diz...

Beijos de amizade

BF

 
At agosto 28, 2007 8:42 da tarde, Blogger brisa de palavras diz...

Não te sintas só...a solidão está em nós não no facto de ter companhia...isso é carência...

um abraço

brisa de palavras

 
At agosto 28, 2007 10:28 da tarde, Blogger Eduardo Aleixo diz...

Eu também acho ( sei ) , Amaral, que somos essencialmente sós, mas sempre serenamente acompanhados, desde que ligados à consciuência d'ELE ( Fonte da Luz do Universo )...Um araço.

Eduardo Aleixo

 
At agosto 28, 2007 11:20 da tarde, Blogger ivone diz...

amaral

não deixei de ficar surpreendida pela coincidência de sentimentos. faça-me um favor se puder. vá ao silêncio de paixão e leia "um caso de amor" postado penso que a 18 de agosto. depois diga-me como se sentiu.

um abraço

 
At agosto 29, 2007 12:53 da manhã, Anonymous Anónimo diz...

Não estás só, nada disto. Hoje mesmo, pela manhã, estivestes com alguém que te gosta muito e que torce pra que a tua vida torne-se tão plena ao ponto de, já já, teres que dizer: me dá um tempo, gente. Tem pra todo mundo. Eu sou um só! um(a) de cada vez! :) beijo
sav

 
At agosto 30, 2007 2:09 da manhã, Blogger Palavras ao vento diz...

Pelo que li.. e por aquilo que sent... aqui deixo o meu beijo de amizade!

Maria

 

Enviar um comentário

<< Home