Lisboa,

sexta-feira, agosto 10, 2007

vi-te




Vi-te nas asas do vento
no girassol que se move
na força do sentimento
no pingo que cai quando chove

Vi-te na erva daninha
no desencanto da festa
na minha vida sozinha
no meio do sonho que resta

Vi-te no cheiro da terra
na rebeldia do mar
na magia que tudo encerra
no brilho do mesmo olhar

Vi-te no jogo da vida
no rastejar da serpente
na morte que não foi sentida
noutra vida e num repente

Vi-te na cor do além
bem junto à alma de Deus
na brancura que o anjo tem
vibrando em ondas nos céus

Vi-te na roda a girar
numa viagem sem fim
vi-te, vi-te a procurar
vi-te, vi-te, ainda assim

E ao ver-te, vi-te feliz
no meio da luz que reluz
cantando a canção que diz
trovas de amor que lá puz

(Amaral Nascimento)

14 Comentários:

At agosto 11, 2007 12:23 da tarde, Blogger Paula Raposo diz...

Gosto quando escreves assim, Amaral! Beijos.

 
At agosto 11, 2007 1:16 da tarde, Blogger Jonice diz...

Que bom ver-te!
Ótimo findi!!
Beijinhos :)

 
At agosto 11, 2007 1:49 da tarde, Blogger Bruxinhachellot diz...

Lindíssimo! Fiquei encantada.

Beijos de Sol e de Lua.

 
At agosto 11, 2007 5:24 da tarde, Blogger Eduardo Aleixo diz...

Mais um belo poema.Luminoso.Que nos traz alegria serena ao coração. Prazer em conhecer o seu blogue.
Eduardo Aleixo

 
At agosto 11, 2007 6:32 da tarde, Anonymous Rosa Maria diz...

Importante é saber que viste realmente... :)
Fica um beijo

 
At agosto 11, 2007 10:28 da tarde, Blogger Su diz...

gostei de ler-te

jocas maradas...sempre

 
At agosto 11, 2007 11:07 da tarde, Blogger Papoila diz...

Que linda trova de amor...

Mas tens a certeza que me viste?!!!! AH ..Ah :D

Beijos
BF

 
At agosto 12, 2007 12:33 da manhã, Blogger Cláudia diz...

Querido Amaral, o que tu viste, foi apenas um pequeno vislumbre da magnificiêcia que tu és. O mundo é um espelho, como tu sabes, e eu garanto-te que o viste é um tesouro teu.A prova disso mesmo é este texto, que está mágnifico! Que presente...

 
At agosto 12, 2007 7:33 da tarde, Blogger borrowing me diz...

sabe bem ler textos assim
deixam-me sempre feliz
é magnifico

bjs e boa semana

 
At agosto 12, 2007 10:41 da tarde, Blogger Jéssica diz...

Essa frase no teu post anterior tem sido uma verdade na minha vida e foi bom lê-la, pois fez ressonância em meu coração. Tb sou muito grata a Deus por td, pelo bem e pelo mal, pelo menos ao meu ver, pois Deus, na minha (modesta) opinião, nunca nos manda coisas ruins e se as permite, é pra que cresçamos.

'Não Te culpo, oh Deus, por me teres retirado esta benção, mas agradecido por me teres proporcionado experimentá-la!'

Um abraço*.*

 
At agosto 12, 2007 10:55 da tarde, Blogger Poemas e Cotidiano diz...

Que lindo o que voce escreveu meu querido amigo!
Li, reli e "trili".
Muito lindo mesmo!
Beijos com carinho
MARY

 
At agosto 13, 2007 11:39 da manhã, Blogger Isabel-F. diz...

mais um belissimo poema____


beijinhos e boa semana

 
At agosto 19, 2007 1:43 da manhã, Anonymous Anónimo diz...

Que bonitoooooooooooooo =)Não pares de escrever...iluminas!

 
At agosto 28, 2007 11:40 da manhã, Anonymous Anónimo diz...

Olá

Gostaria muito de uma visita sua ao meu blog - NA SOMBRA DA LUA.

OBRIGADO

 

Enviar um comentário

<< Home