Lisboa,

segunda-feira, janeiro 12, 2009

homosexualidade


Quando se fala em homossexualidade, toda a gente põe o nariz no ar e arregala as orelhas.
Como se qualquer coisa de peganhoso ou horrível estivesse prestes a cair dos céus, pronto a atingir-nos.
É-se lésbica pela mesma razão por que se é canhota ou se tem o nariz arrebitado.
Antes de nascermos, a genética humana deixa definidas as nossas caracteristicas físicas. Não há nada de anormal numa lésbica ou num homossexual. Só apetece dizer: Celebrem a vida, amem o vosso corpo, sejam felizes!



6 Comentários:

At janeiro 12, 2009 1:00 da manhã, Blogger Paula Raposo diz...

Assumir! Falta que se assumam. Beijos.

 
At janeiro 14, 2009 9:48 da manhã, Blogger Papoila diz...

Sejam felizes. Concordo contigo.

Um Beijo e Bom ano AMaral
BF

 
At janeiro 14, 2009 2:01 da tarde, Blogger Secreta diz...

Infelizmente ainda existe muito preconceito.
Eu estou do lado do Amor, sempre.
Beijito.

 
At janeiro 14, 2009 11:59 da tarde, Blogger Siala ap Maeve diz...

Nascemos como somos, registos genéticos, registos passados, registos circunstanciais...Somos o que somos, o que viemos cá para ser. Amor e respeito. Todos diferentes na nossa individualidade mas todos iguais na nossa essência. Estamos todos vivos. Estamos todos cá. No fim, apenas o Amor e as atitudes que tomámos enquanto seres humanos interessam. Seja qual for a nossa raça, credo, ou orientação sexual.
Beijos meus

 
At janeiro 17, 2009 6:53 da tarde, Anonymous Ana Paula diz...

A diferença na exposição do Amor, é mínima...
O pior dos erros, é considerar que é errado demonstrar o que se sente e, como se sente.
Enfim!
É preciso ter coragem neste mundo devorador, de se assumir o que fala a voz do coração!
Mas, a todos sem excepção, faço votos de coragem e felicidade, esteja ela onde estiver.
Bj querido Amaral.

 
At fevereiro 08, 2009 1:03 da tarde, Blogger Conceição Duarte diz...

Amaral, comungo com vc nesta opinião, tenho um artigo escrito que o título é assim - "Meu Filho É Gay, E Eu Te Aceito" É mais ou menos isso, depois te digo onde está no meu blog, acho que em relacionamentos, algo assim...
Sempre acreditei que fosse e sou capaz de assinar embaixo, coisa que a própria medicina, diz não definir ou aceitar. Pois somos gerados com e por quase 14 semana temos os dois sexos, é possível sim, nascermos gays, e daí? Por está razão mesma acontece de vir os hermafroditas e isto é aceito, operável, etc. Há os casos também de crianças nascerem com excesso de hormônio fem/ ou mas/. Ora meu amigo, então me parece que estamos com a razão, ou não? hahaha Somos todos habitantes do planeta terra!

Muitos beijus

 

Enviar um comentário

<< Home