Lisboa,

segunda-feira, janeiro 26, 2009

sempre


Sempre, sempre,
a nossa pressa de viver,
o nosso desejo premente de
fazermos melhor e mais perfeito…
Por vezes, ficamos desatentos
àquilo que passa por nós,
àquilo que nos grita surdamente aos ouvidos,
àquilo que nos suplica
para que percebamos...

...e a vida continua a girar
e já nos faltam as forças
pra entender...

Porém...
Algo sempre muda em cada momento!...


13 Comentários:

At janeiro 26, 2009 1:31 da manhã, Blogger frAgMenTUS diz...

e o tempo urge, e contnuamos apressamos a trilhar (des)iludão...
palavras simples e sábias!
uma boa noite

 
At janeiro 26, 2009 1:39 da manhã, Anonymous Ana Paula diz...

Olá doce Amaral, sempre...
A pressa,
O desejo premente,
A vontade de sermos melhores e mais perfeitos,
A desatenção...
Hum, sim, dizes tudo, melhor, mencionas um todo que nos é semelhante em cada um de nós, e que nos fere igualmente nessa tomada e consciência de que em algures...não ouvimos aquela suplica que mais tarde nos deixa sem força...para entender!!!!
É, hoje somente com as tuas palavras....disse o que me ia na alma.
Reflexo teu, em mim.
Beijos mil de carinho, grande verdade!!!!

 
At janeiro 26, 2009 7:46 da manhã, Blogger Paula Raposo diz...

Não podem faltar as forças. Isso nunca. Beijos.

 
At janeiro 26, 2009 9:17 da manhã, Blogger Jonice diz...

Tem vezes que as forças adormecem, só isso. Seu despertar é certo.

Boa semana, querido.

Beijo :)

 
At janeiro 26, 2009 5:48 da tarde, Anonymous cõllybry diz...

Olá, estou de volta,férias forçadas tive que meu pc resolveu me dar...

Na verdade num segundo tudo pode mudar...Mas a força que que renasce opera milagres...

Desejo um excelente ano.

Doce beijo

 
At janeiro 26, 2009 6:48 da tarde, Blogger Brisa do Mar diz...

“O maior cego será sempre o que não quer ver”.
Existem coisas que os olhos não conseguem ver e outras que os olhos não querem ver...
Beijos e Fica bem, Boa Semana!!

 
At janeiro 27, 2009 10:34 da manhã, Blogger Carla diz...

e tantas vezes´essa mudança é fundamental
beijos

 
At janeiro 27, 2009 2:29 da tarde, Blogger Poemas e Cotidiano diz...

Meu querido Amaral...
Que bom seria se diminuissemos nossos passos...nao eh mesmo?
Uma coisa que sempre noto eh que as pessoas que ficam doentes fazem isso... e nao precisamos esperar ficarmos doentes para apreciarmos as coisas do mundo.
Para ir devagar...curtindo cada coisa que vemos no caminho.
Linda sua reflexao.
Sentia saudades de seu blog. E de voce.
Um beijo querido
MARY

 
At janeiro 28, 2009 12:00 da tarde, Blogger Angel of Light diz...

"Porém... algo sempre muda em cada instante"... mas se conseguirmos vivenciar o instante, o agora, ficaremos muito muito mais felizes por nos apercebermos da mudança com mais clareza...

Beijinhos de Amor e Luz!

 
At janeiro 28, 2009 3:33 da tarde, Blogger tb diz...

Porque a sabedoria não é ainda comum a todos.
Abraço

 
At janeiro 29, 2009 6:13 da tarde, Blogger Siala ap Maeve diz...

...palavras certeiras meu querido :) é preciso centrar-mo-nos e ficarmos no chamado olho da tempestade, em vez de rodopiarmos incessantemente no caos do seu remoinho...mas não é nada facil...ainda.
Bjos meus

 
At janeiro 30, 2009 1:40 da tarde, Blogger Vanda Paz diz...

Como é verdade o que dizes...

Beijo

 
At fevereiro 01, 2009 8:50 da tarde, Blogger Su diz...

como me faz bem ler.t

jocas maradas.sempre

 

Enviar um comentário

<< Home