Lisboa,

sábado, fevereiro 21, 2009

desistir


Com a maior tranquilidade, poderia dizer: quanto mais se foge de alguém ou de algo, mais esse algo ou alguém nos vai perseguir.
Deixarmos que uma espera ou uma derrota comandem uma vida que só a nós pertence (antes de tudo e de todos…), somente nos vai distanciar da meta que pretendemos atingir.
A dor só nos abandonará quando não lhe fizermos frente. Se a alimentamos ela fortalecer-se-à. Se não lhe prestarmos atenção, ela acabará por desistir.
Se desistirmos de escrever, de assistir a um bom filme, de ler um bom livro, de ajudarmos um desconhecido, de aceitarmos uma desventura, de nos fecharmos a um novo amor, de apreciarmos a natureza, de nos refugiarmos na solidão - correremos o risco de não nos encontrarmos com Aquilo Que Somos, porque o corpo de dor tolda-nos a faculdade de sentirmos o nosso Eu.

6 Comentários:

At fevereiro 21, 2009 1:22 da tarde, Anonymous Ana Paula diz...

Olá Amaral.
Desistir...
Nunca foi opção!!!
Chorar por perder, sempre será melhor que o questionar, "e se...???"
Fizeste-me lembrar um poema de um grande escritor, Rudyard Kipling, "If"...se um dia formos capazes de progredirmos nos tantos se's, que existem em nossas vidas, seremos com certeza melhores...
Mil beijos, fica bem.

 
At fevereiro 21, 2009 3:17 da tarde, Blogger Melita diz...

Desistir NUNCA
Bjitooooooooooooo

 
At fevereiro 21, 2009 4:35 da tarde, Blogger alice diz...

desisir pode ser um acto de cobardia ou de coragem, tudo depende da situação e do bom senso na hora de decidir. um beijinho, amaral. bom fim de semana.

 
At fevereiro 21, 2009 10:07 da tarde, Blogger Vanda Paz diz...

Uma boa reflexão.

Desistir nunca

Beijos

 
At fevereiro 23, 2009 1:57 da manhã, Blogger Desconhecida diz...

Este comentário foi removido pelo autor.

 
At fevereiro 23, 2009 1:57 da manhã, Blogger Desconhecida diz...

Excelente reflexão Amaral, e já agora...o "não deixar ir", o recordar, nem sempre é viver...é antes coninuar a sofrer.

não desistir nunca sim, mas de viver :)

beijinho

 

Enviar um comentário

<< Home