Lisboa,

quarta-feira, fevereiro 11, 2009

ser sentir


Eu estou a ser.
Nós estamos a ser.
Estamos todos conscientes de que estamos a ser?
Não.
Apenas respiramos, gostamos do que fazemos, raciocinamos e saboreamos.
Queiramos ou não, estamos a ser. Respiramos sem esforço, sem o desejarmos, sem trabalho algum.
Sentir o ser é outra coisa.
Algo sublime está a acontecer. Neste momento. Neste único e eterno momento, algo respira como um todo.
Quando sentimos que estamos a ser saltamos de nível e vemo-nos conscientes numa outra dimensão.
Quando sentimos que estamos a ser deixamos que o sonho substitua a realidade.
Sempre estivemos sonhando.
Sempre vivenciámos, inconscientemente, a realidade de todos os sonhos.


4 Comentários:

At fevereiro 11, 2009 12:24 da manhã, Blogger Paula Raposo diz...

A minha percepção ainda não chegou aí. Mas já faltou mais. Isso eu sei. Beijinhos.

 
At fevereiro 11, 2009 8:54 da manhã, Blogger Desconhecida diz...

Se tivermos consciência do que somos, se confiarmos no "sentir" já é bom. Pior é quem diz sentir e não sente e quem, apesar de viver, não vive :)

Beijinho

 
At fevereiro 11, 2009 9:08 da tarde, Anonymous Ana Paula diz...

Olá Amaral...
Gostei do teu post, muito.
Ainda que sonhe muito, e sinta muito...distanciando-me algo da realidade, tento ser!!!!
Um dia quem sabe, alcance o estado de "ser" sem a necessidade de sonhar!
Acredito, que o sonho complemente o ser, e o existir, na forma que o vamos experimentando, aqui e agora!
Mil beijos amigo lindo e doce.

 
At fevereiro 11, 2009 10:49 da tarde, Blogger Poemas e Cotidiano diz...

Meu querido Amaral!
Eu acho que eu VIVO sentindo...tudo e todos, todos os momentos, e agradecendo a cada um como se fosse a melhor coisa que me aconteceu.
Fotografo todos esses momentos, e guardo as fotos com carinho.
A minha vida eh um album (interno e externo).
Beijos
MARY

 

Enviar um comentário

<< Home