Lisboa,

segunda-feira, março 09, 2009

quis esta noite


Quis esta noite
voar de mansinho
cruzar tempestades
descobrir o caminho
fugir ao chuvisco
seguir o luar
acalentar o desejo
de te encontrar
em noite cerrada
fria demais
as poucas estrelas
calavam teus ais
a fada celeste
amiga do amor
deixou-me o seu rasto
com mais de uma cor
então encontrei
o brilho ansiado
um sono macio
no sonho pousado
parei no seu lado
olhando sentido
uma boca cantando
em ar atrevido
quis com amor
beijar os teus lábios
busquei a coragem
lembrando alfarrábios
segundo a segundo
colei-me em ti
senti o teu quente
cegou-me o que vi
abriste o teu corpo
em terno bailado
entrei num repente
em mar sossegado
e o céu virou branco
e a luz virou cor
no céu do teu corpo
vi o deus do amor


(Amaral Nascimento)

9 Comentários:

At março 09, 2009 1:19 da manhã, Anonymous Ana Paula diz...

Lindo demais este desejo.
As tuas palavras conseguem preencher o espaço que descreves.
As medidas, são exactas.
E o sentido o correcto, neste poema de sentimento tão profundo.
Adorei querido Amaral...
"...em mar sossegado
e o céu virou branco
e a luz virou cor..."

 
At março 09, 2009 1:44 da manhã, Blogger frAgMenTUS diz...

"então encontrei
o brilho ansiado
um sono macio
no sonho pousado
parei no seu lado
olhando sentido
uma boca cantando
em ar atrevido
quis com amor
beijar os teus lábios
busquei a coragem
lembrando alfarrábios
segundo a segundo
colei-me em ti
senti o teu quente
cegou-me o que vi
abriste o teu corpo
em terno bailado
entrei num repente
em mar sossegado
e o céu virou branco
e a luz virou cor
no céu do teu corpo
vi o deus do amor"

LINDO! TERNO! E A MÚSICA É PERFEITA :)

um sorriso de madrugada

 
At março 09, 2009 1:56 da manhã, Blogger frAgMenTUS diz...

não existem coincidencias...e todos somos anjos...este de q falo no post é maravilhoso!!! existe, de carne e osso, é um ser iluminado...

tenho um mimo blogueiro p/si q tenho repassado por e-mail mas como não tenho o seu, venho então aqui para o dar. é o ultimo la do blog, está bem?

abraço

 
At março 09, 2009 12:54 da tarde, Blogger Conceição Duarte diz...

"as poucas estrelas
calavam teus ais"

Amaral o meu bom dia hoje é para vc! Venho em primeiro lugar aqui, depois de abrir meu blog. Repeti aqui apenas uma frase da belíssima poesia que você escreveu. Deveria reporduzí-la inteirinha. Os dizeres do final são lindíssimos desde que você diz que "colei-me em ti"... até o fim! Maravilhoso, sublime!

Quanto ao meu post sobre a Inclusão Social, infelizmente o Brasil anda mal das pernas, sim. Poderia ser uma potência mundial, não fosse tanta gente a tirar as riquezas que ele tem e que brotam a cada dia. Há muita gente se lavando, desviando o dinheiro público a se bel prazer. Com alguns dos impostos que temos, se fosse realmente revertido para a saúde como ja tivemos um deles por aqui, nós teríamos a saúde exemplo em todo o mundo! Mas "eles" ainda não entenderam... Não querem, não deixam, nem tamtpouco dividem. Infelizmente é assim. Coisas boas hão de ter, mas estamos vivendo coisas muito feias, tristes, doídas e vergonhosas.

...Mas há em mim e em muitos, ainda a esperança e avontade de que um dia, tudo melhore para todos nós!

Meu carinho e admiração por você, poeta doce e snsível!

CON

 
At março 09, 2009 1:31 da tarde, Blogger Menina do Rio diz...

Um voo perfeito, numa noite perfeita!
Uma ótima semana pra ti, Amaral
Beijos

 
At março 09, 2009 7:23 da tarde, Blogger Eli diz...

Vim só sorrir. Encostar-me aqui um bocadinho...

:)

 
At março 09, 2009 8:27 da tarde, Blogger Laura diz...

Xi, rapaz, deves ter um manual de poesia dentro de ti, que trouxeste de outras vidas...
Dá vontade de fazer parte dos teus sonhos...arrebatador, lindo. Parabéns..laura..

 
At março 09, 2009 9:23 da tarde, Blogger vida de vidro diz...

Terno e sensual. Um lindo poema. **

 
At março 13, 2009 12:16 da tarde, Blogger Paula Raposo diz...

Tão sensual, Amaral! Beijos.

 

Enviar um comentário

<< Home