Lisboa,

quarta-feira, abril 08, 2009

só tu


Sonhos que vivem e que ardem
Sonhos que sonham
sonhos que vibram
nas esquinas dos mundos
que despertam medos
que doem o acordar

Só tu amor
só tu forçaste a entrada
do meu sono
brincaste com a ilusão
quebraste as regras
roubaste as nuvens
que me transportavam
na neblina dos céus escuros

Quis beijar-te nas palavras
e não deixaste
Quis beijar-te nos sons
deixados na tua passagem
e fugiste

Só tu amor
só tu me deixaste faminto
imperfeito
dorido de procurar
Só tu bebeste o meu silêncio
rasgaste a lágrima
que cobria
a forma do verbo amar

(Amaral Nascimento)

9 Comentários:

At abril 08, 2009 2:45 da manhã, Blogger Eli diz...

Venho mais uma vez espreitar as inspirações amorosas!

:)

 
At abril 08, 2009 8:19 da manhã, Anonymous Ana Paula diz...

Bom dia Amaral.
Amar assim, é sublime!
Existirá no universo um alguém especial, capaz de nos quebrar o silêncio e invadir os sonhos...
Sorte quando nos cruzamos com esse ser, sorte quando o podemos expressar.
Fica bem e tem um excelente dia!
Beijinho

 
At abril 08, 2009 3:35 da tarde, Blogger Angel of Light diz...

Olá Amaral!

E continuando o comentário da Paulinha, sorte quando (re)descobrimos que esse alguém mora mesmo dentro de nós próprios.

Estou de volta, após um período de recolhimento no meu casulo. Mas já regressei, se bem que com menos assiduidade... Mas tentarei estar em todo o lado. Aliás, estamos sempre... não fossemos todos UM!

Deixo-te luzinhas mensageiras de cor prata da Mãe e de cor dourada do Pai.

Beijinhos de Amor e Luz!

 
At abril 08, 2009 5:15 da tarde, Blogger © Piedade Araújo Sol diz...

Amaral

um poema ternurento e cheio de sentimentos.

até me arrepiou...

beij

 
At abril 08, 2009 6:01 da tarde, Blogger Fa menor diz...

Amar é sempre inspiração para tão belas palavras!

Votos de uma Boa Páscoa!

Bjs

 
At abril 08, 2009 9:49 da tarde, Blogger VC diz...

Quero agradecer de coração pelas suas visitas, obg.
Bjo

 
At abril 08, 2009 10:46 da tarde, Blogger Je Vois la Vie en Vert diz...

Só tu... para descrever o amor com palavras tão belas.

Beijinhos da

Verdinha

É só uma passagem rápida porque acho que vou ter que voltar no meu retiro

 
At abril 08, 2009 11:27 da tarde, Blogger Maria Valadas diz...

Poema sofrido e ao mesmo tempo, Belíssimo.

Raros são os poetas que descrevem o sentir d´alma.

BOA E FELIZ PÁSCOA... meu amigo.

Beijos.

 
At abril 09, 2009 9:18 da manhã, Blogger Paula Raposo diz...

Gostei muito Amaral. E assim sentimos a saudade. Beijos.

 

Enviar um comentário

<< Home