Lisboa,

sábado, julho 18, 2009

quando chegar a hora



As experiências de quase-morte vividas por muitas pessoas que sofreram acidentes ou ataques cardíacos têm vindo a confirmar-nos que a primeira fase por que passamos, quando deixamos este mundo físico, é sentirmos que já não estamos neste corpo que transportamos...
Vai ser uma experiência ímpar, "olhar" o meu velho corpo e sentir e tomar consciência de que já não estou a carregá-lo, que estou "livre", que posso "partir" para outras "aventuras", que posso "visitar" outros sítios, que posso buscar a "Luz", ir ao seu encontro e continuar... continuar noutra dimensão da Vida, a uma vibração diferente que me permitirá "sentir", "falar", "ver" Aquilo que Deus É, a um outro nível de consciência.
Quando chegar a minha hora, quero estar completamente atento e disfrutar dessa experiência extraordinária, sabendo que vou ter uma liberdade nova, vou continuar a escolher o que quero fazer, vou continuar a possuir o meu livre-arbítrio para continuar a caminhada da minha evolução.


Quando eu fizer a viagem
Quero tar de olho aberto
pra ver a forma divina
sorrir pra mim de tão perto


Quando chegar a minha hora, quero estar sereno, sem medo e confiante.
Só assim poderei sorrir, disfrutar do momento, saudar quem fica chorando e, com um aceno de adeus, partir rapidamente ao encontro do que está "para lá"...



7 Comentários:

At julho 18, 2009 12:40 da manhã, Anonymous Ana Paula diz...

Essa "meia despedida", não faz sentido...
Promete que numa brisa serena virás me saudar...
São mimos, que não dispenso!!!
Rsrs...beijinhos Amaral e, excelente fim de semana!

 
At julho 18, 2009 1:18 da manhã, Blogger Jonice diz...

Também eu quero que quando chegar a minha hora a consciência e a luz estejam em sua melhor forma em mim. Quanto ao livre-arbítrio, Amaral, tenho no meu coração a convicção de que não é diferente: acompanha-nos sempre, invariavelmente sempre.
Bom fim de semana pra ti, doce amigo.
Beijo :)

 
At julho 18, 2009 7:18 da manhã, Blogger Paula Raposo diz...

Que assim seja como desejas, Amaral. Beijinhos, bom fim de semana para ti.

 
At julho 18, 2009 1:09 da tarde, Blogger Je Vois la Vie en Vert diz...

Olá Amaral,

Belas palavras que podes proferir com toda a certeza !

Beijinhos da

Verdinha

P.s. lembras-te do susto pateta que tive por umas coincidências ??

 
At julho 18, 2009 2:29 da tarde, Blogger ☆Fanny☆ diz...

Quando chegar a hora, quando Deus quiser...

Serão momentos de LUZ e AMOR...porque tu já o ÉS!

Eu acredito que sim!

 
At julho 19, 2009 2:13 da manhã, Anonymous cõllybry diz...

Sentir a leveza do Espírito em plena consciência é a mais fantástica e bela experiencia...Nada se iguala.mesmo nada...
Na transição da morte física, por relatos de quando existe firme a serenidade, e o sabor
do dever cumprido é a paz é vida maior em estado pleno do sentir…
Que seja serena também a espera por esse culminar da vida em físico…
Lamento somente que em físico se esqueçam, desse dia, da partida e não terem angariado nada
Lá na Eternidade…A verdadeira preocupação está aqui somente em matéria que aqui fica…

Gostei muito deste Post

Doce beijo

 
At julho 19, 2009 8:16 da tarde, Blogger Cláudia diz...

Quando chegar a hora, quero ir como tu, como se fosse um grão de areia ao sabor do vento.Deixo-te um complemento deste post no portal.Entra, e fica o tempo que quiseres...

 

Enviar um comentário

<< Home