Lisboa,

sábado, novembro 07, 2009

o som que a vida tem


Estranha forma de dar
o que a vida tem pra dizer
é tão difícil escutar
se um filho nasce ao morrer

Só quando a roda da vida
gira o som do naufragar
é que a causa já perdida
recria a vida a cantar

Ser filho é ser de Deus
ser pai é muito mais
o Todo mora nos céus
onde não há filhos sem pais

Este som que a vida tem
nesta esquina do caminho
dá aconchego ao que vem
e mais ternura ao carinho

É isto que tenho aqui
só me falta o que não sei
o muito que já vivi
já recebi e já dei

(Amaral Nascimento)

4 Comentários:

At novembro 07, 2009 10:09 da manhã, Anonymous Ana Paula diz...

Bom dia Amaral querido.
Por vezes, perco-me nas tuas palavras...nem sempre consigo escortinar, mas, ainda assim adoro o que sinto, ao ler-te.

É isto que tenho aqui
só me falta o que não sei
o muito que já vivi
já recebi e já dei.

Rs, esta é a razão do ser.
Dar, receber e não deixar de o viver.
Mil beijos de carinho.

 
At novembro 07, 2009 10:19 da manhã, Blogger ci diz...

Por vezes não gosto do som da minha...mas felizmente ela toca muitas melodias diferentes...

Beijo da ci

 
At novembro 07, 2009 8:43 da tarde, Blogger Paula Raposo diz...

Tão bonito, Amaral. É tão bom dar.
Beijos.

 
At novembro 09, 2009 6:27 da tarde, Blogger Brisa do Mar diz...

Viver é muito mais do que existir!
È sentir a presença de Deus nas nossas vidas, e tu sabes isso melhor do que ninguém.
O Som que a Vida tem...
Lindo...
Bjinhos, eu vou passando...
Fica Bem!!

 

Enviar um comentário

<< Home