Lisboa,

quinta-feira, janeiro 28, 2010

o coelho e a raposa


"- Estás sossegado. O que é que estás a observar? - perguntou o cego.
- Um coelho. Não consegue decidir se há-de fugir ou não.
- Quem é que o persegue, uma raposa ou uma doninha? - perguntou Isaac.
Até àquele momento, Jesus não se apercebera da presença de um predador. A apurada audição de Isaac detectara algo, talvez o quebrar de um galho. Jesus semicerrou os olhos devido à luminosidade, para ver alguma coisa ao longe.
Uma raposa - respondeu ele. Apanhou uma pedra e atirou-a à coelha rechonchuda, que fugiu em pânico. A raposa, que ainda não chegara suficientemente perto para iniciar uma perseguição, emitiu um som que exprimia aversão. Abanou a sua cauda felpuda perto da cara deles e afastou-se rapidamente.
- Sempre do lado dos inocentes - observou Isaac. A sua voz demonstrava um certo tom depreciativo. Jesus ficou surpreendido.
- Ela estava indefesa - retorquiu ele.
- E depois? - Isaac ergueu as sobrancelhas. - Queres proteger os inocentes. Deixa que te diga uma coisa, Deus não existe só nos coelhos. Também existe nas raposas. Por isso, o teu pequeno gesto de bondade privou Deus de uma refeição."

(Deepak Chopra in Jesus)

2 Comentários:

At janeiro 28, 2010 8:02 da tarde, Blogger Ana Paula diz...

Que linda passagem....!
Olá Amaral, como estás?
Um novo livro! rsrsrs, és mesmo assim, né?
Sabes.....neste pedacinho da história, revi-me no Jesus....creio que teria feito a mesma coisa!!!
É incrível a pequenez da nossa visão, o facto de tomarmos partido pelo lado que nos parece mais frágil, mais desprotegido....pode ser errado, visto por uma forma mais abrangente, mais completa!!!
É.....!
Tudo tem uma razão para acontecer, mesmo quando não a compreendemos...seja o que for!!!
Continuo a não entender e a questionar...tanta coisa!!!
Vou a caminho....sei que sim!
Mil beijinhos de carinho, obrigado pelas palavras sempre tão queridas.

 
At janeiro 28, 2010 9:46 da tarde, Blogger MM - Lisboa diz...

É verdade!
Mas, que elacção se pode tirar deste texto?

 

Enviar um comentário

<< Home