Lisboa,

segunda-feira, fevereiro 22, 2010

no colo do teu olhar

No colo do teu olhar
pouso o rio que
vai sonhando...
Sonha de portas abertas,
sonha de águas brilhantes,
sonha que o céu e o mundo
estão andando...
Anda,
rio do teu olhar,
anda brincar no meu caudal,
vem pular no meu abraço,
guerreiro, doce, mortal...

No colo do teu olhar
pouso o sonho que
vai vivendo...
Vive de mares bravios,
vive de ventos serenos,
vive a essência e o feitiço
que estão correndo...
Corre,
rio do teu olhar,
traz a tua mão menina,
traz o teu colo guardado
na minha cega retina...

Olhos de água serena,
olhos de rios verdejantes,
olhos que são maresia,
e são a chave que abre
o tal coração...
um dia...


(Amaral Nascimento)

7 Comentários:

At fevereiro 22, 2010 12:41 da tarde, Blogger Paula Raposo diz...

Lindíssimo poema, Amaral! Adorei!
Muitos beijos.

 
At fevereiro 22, 2010 5:18 da tarde, Blogger Helena Teixeira diz...

Olá Amaral!
Gostei muito do seu poema.
Aproveito e no "Colo do seu Olhar", deixo este querido convite:
Participe na Blogagem de Março do blogue www.aldeiadaminhavida.blogspot.com. O tema é: “Onde cresceu o meu Pai”. Basta enviar um texto máximo 25 linhas e 1 foto para aminhaldeia@sapo.pt (+ título e link do respectivo blog) até dia 8 de Março. Participe. Haverá boa convivência e possíveis prémios (veja mais no dia 28/02 no blog da Aldeia)!

Abraço
Lena

 
At fevereiro 22, 2010 7:06 da tarde, Blogger MM - Lisboa diz...

É tão interessante ver,
como quando se encaixa a peça que faltava e o puzzle está completo,
tudo a partir daí faz sentido!
Felicidades, Amaral!

 
At fevereiro 22, 2010 9:36 da tarde, Blogger Ana Paula diz...

Olá querido Amaral.
Que voz meiga são as tuas palavras, que bem sabe esse afago silencioso.
Hum...e o rio corre para o mar num ânsia docemente desejada e sabida, alcançada.
Virá o tempo do ser, no momento certo....pois que tudo é em tempo certo, o certo do existir e do crescer.
Mil beijinhos, adorei (como sempre) as tuas palavras tranquilizantes.

 
At fevereiro 24, 2010 12:25 da manhã, Blogger greentea diz...

gostei do teu poema
gostei de passar por aqui

beijinhos

 
At fevereiro 24, 2010 5:14 da tarde, Anonymous Brisa do Mar diz...

Rio que aos poucos ganha força...
Achei muito bonito...
Bj Fica Bem!!

 
At fevereiro 25, 2010 12:20 da tarde, Blogger Poemas e Cotidiano diz...

Oi querido Amaral!
Hoje me deu uma saudade de vir aqui e le-lo. Seus versos, assim como seus escritos sao tao cheios de sentimentos, de verdades, e de transparencia.
Esses versos especialmente estao lindos... "no seu colo", existe coisa mais gostosa, e mais aconchegante do que um colo?
Beijos carinhosos
MARY

 

Enviar um comentário

<< Home