Lisboa,

segunda-feira, novembro 07, 2011

brindemos



Parece que foi ontem,
mas não foi...
Foi há 32 anos, atrás duma porta, na maternidade,
que senti o teu primeiro respirar...
Brindemos!
Hoje como filho, amanhã como pai, brindemos à felicidade,
neste dia 7 e nesta dupla etapa da tua vida.


2 Comentários:

At novembro 09, 2011 7:59 da manhã, Blogger BlueShell diz...

Oh...que maravilha de brinde, Amaral...
Parabéns, sinceramente: meus para béns.
Nós nunca pudémos ter filhos, não obstante alguns "tratamentos" e recomendações médicas: não tinha de ser. Confesso: gostaria de ter sentido vida a desenvilver-se dentro de mim...gostaria de embalar o meu filho recém nascido...
Hoje...bom...hoje também já é tarde demais.
Lamento...mas sei mas entendo que Deus teria motivos para assim determinar que fosse. Motivos que não entendo...provavelmente um dia...eu venha a saber porquê!

Deixo um abraço...vou-me...porque uma tonta de uma lágrima fez a sua parição...a despropósito...Vou dizer-lhe-"Xô"! "Vai embora"!

BShell

 
At novembro 09, 2011 9:06 da tarde, Blogger © Piedade Araújo Sol diz...

atrasados, mas parabéns...aos dois.

beij

 

Enviar um comentário

<< Home