Lisboa,

sábado, novembro 12, 2011

um sonho diferente


Um sonho não é apenas um sonho.
Porque é mais do que um sonho.
Neste sonho, recordei imediatamente o meu pai, já falecido há muito.
Mas levava-o comigo, segurando-lhe as duas mãos, fazendo-o seguir à minha frente.
Como fazemos ao nosso filho.
Porque ele era pequenino...

.................................................................................

Algures, em algum lugar espiritual, será fácil reconhecermos um familiar, um amigo, alguém que amámos verdadeiramente.
Não será a sua forma, a sua figura habitual, a imagem que mais facilmente recordamos... que irá ajudar-nos a reconhecê-lo.
Reconhecê-lo-emos naturalmente... sem qualquer dificuldade.
O sonho acima descrito permite-me também pensar que os seres espirituais não têm as idades que habitualmente lhes damos...
Os seres espirituais têm idades?
Seguramente, não estas que tiveram ou têm nesta vida!...


3 Comentários:

At novembro 13, 2011 4:24 da tarde, Blogger Rabisco diz...

Post refletivo, muito bom!

 
At novembro 13, 2011 7:23 da tarde, Blogger MM - Lisboa diz...

Eu concordo!

 
At novembro 19, 2011 9:32 da manhã, Blogger BlueShell diz...

não, decerto.

 

Enviar um comentário

<< Home