Lisboa,

quarta-feira, fevereiro 01, 2012

para quê?


Que terá Deus criado em primeiro lugar?
O livro bíblico do Génesis diz que Deus criou, no princípio, os céus e a terra.
É claro que, nos tempos em que foi escrito este livro, o significado de certas palavras era completamente diferente daquele que é hoje. A Terra era considerada o "centro do universo" e tudo se movia à volta dela.
Mas podemos pensar, à luz dos conhecimentos actuais, que, no princípio, Deus deve ter criado, na sua Luz de Consciência Plena, um mundo espiritual e um mundo físico. Tal como a Bíblia diz: os céus e a terra.
Dois mundos (os que, porventura, estarão à mercê da nossa apreensão) que, separados um do outro, estão em dimensões diferentes e não interferem um no outro. Como diz o pensamento contemporâneo, são dois mundos com campos de energia vibrando a níveis diferentes, o que permite ocuparem o mesmo espaço e o mesmo tempo.
O mundo espiritual tem sido múltiplas vezes analisado, discutido, aceite, compreendido... Já pouca gente, entre os biliões de seres humanos que habitam este planeta, duvida da sua existência, duma forma ou doutra, com este ou aquele senão.
O mundo físico é, infinitamente, mais fácil de explicar e aceitar, já que o corpo material que temos e tudo aquilo que os nossos sentidos apreendem é motivo suficiente para fazer prova de todos os estudos que se possam efectuar.
Mas Deus criou o mundo físico para quê?...
É aqui que o pensamento humano se estende em vários e diferentes porquês.
A igreja organizada pouco ajuda, porque os seus interesses falam mais alto e "vale tudo" para captarem os seus crentes. E depois de captados, importa mantê-los fiéis aos ideais que apregoam, ainda que reconheçam que muita coisa nova é conhecida e já não ofereça dúvidas.
Novos pensamentos estão surgindo mais conscientemente e uma nova espiritualidade está em crescendo por todo o mundo.
Certo é que a Terra informe e sem vida foi evoluindo ao longo de milénios e hoje podemos fazer um estudo sobre o passado desta Terra e podemos, inclusivé, imaginar que outros planetas semelhantes poderão ter as condições necessárias para conter "vida", tal como a conhecemos.
Mas, afinal, Deus, como Criador, criou este mundo físico para quê?
Terá sido para que, Ele mesmo, pudesse aqui, simplesmente, vivenciar-Se e disfrutar e divertir-Se e ter o prazer de Se conhecer, mais e mais???...

1 Comentários:

At fevereiro 02, 2012 7:27 da tarde, Blogger Tatiana Moreira diz...

São tantas as nossas interrogações diante da grandeza desse universo que ás vezes fico receosa de perder as minhas crenças.
O Deus no qual eu acredito é uma fonte tão rica de luz e força dentro de mim que sem Ele eu pouco seria!

Desejo dias ricos em dádivas para você!

Um abraço carinhoso

 

Enviar um comentário

<< Home