Lisboa,

domingo, março 25, 2012

Aljustrel



Está dentro do distrito de Beja e é sede de um município com 455,66 Km2.
Quando saí de Aljustrel para enfrentar a vida numa capital desconhecida, este concelho alentejano tinha mais de 18 mil habitantes. Hoje terá pouco mais de 9 mil.
É uma vila encantadora, comparada com centenas de outras que se dispersam pelo País.

A pesquisa arqueológica indica que a ocupação humana do sítio do Castelo de Aljustrel remonta à pré-história (c. 5.000 anos AP), durante a Idade do Cobre. Adquiriu importância à época da Invasão romana da Península Ibérica, graças à exploração dos minérios de cobre, prata e ouro na região, cujo centro era a povoação de Vipasca. Posteriormente, quando da ocupação muçulmana, a povoação existente recebeu o nome de Al-lustre, sendo defendida, a partir do século X por uma fortificação erguida em taipa.

À época da reconquista cristã da Península Ibérica, a povoação e o seu castelo foram conquistados pelos cavaleiros da Ordem de Santiago da Espada, sob o comando de D. Paio Peres Correia (1234). Como reconhecimento pelos serviços prestados dilatando e defendendo as fronteiras ao sul do país, o rei D. Sancho II (1223-1248) fez a doação dos territórios dos actuais Concelhos de Aljustrel, Beja, Ferreira do Alentejo, Castro Verde, Odemira, Ourique e Santiago do Cacém àquela Ordem de Cavalaria.

O seu sucessor, D. Afonso III (1248-1279) outorgou Carta de Foral a Aljustrel (1252), confirmado por D. Manuel (1495-1521) (Foral Novo, 1510).

No século XIX, com a reestruturação dos concelhos (1855), Aljustrel absorveu o antigo Concelho de Messejana.



Recentemente classificados como Imóvel de Interesse Público (Decreto 26-A/92, de 1 de Junho de 1992), os vestígios do castelo consistem em pequenos troços das fundações em alvenaria de pedra e das muralhas em taipa (a noroeste e sudeste), e em troços de muralhas de taipa, de origem islâmica, na face exposta a nordeste. O muro que fecha a escadaria monumental foi assente, em parte, nas estruturas do castelo, evidenciando-se ainda os troços de uma provável torre a sudeste.

(Notas retiradas da Wikipédia)



video


0 Comentários:

Enviar um comentário

<< Home