Lisboa,

segunda-feira, outubro 31, 2011

viajar no tempo




A confirmação da existência de uma partícula mais rápida que a luz vai abrir portas à hipótese de se poder «viajar no tempo», defendeu o investigador português do Conselho da Organização Europeia para a Investigação Nuclear (CERN).

A existência de algo mais rápido que a luz não deveria acontecer de acordo com a teoria de Einstein que tornou famosa a equação «E=mc2». No entanto, o CERN anunciou na quinta-feira uma experiência que defende que os neutrinos são 60 nanossegundos mais rápidos que a luz.

«Se esta experiência se confirmar haverá uma enorme revolução na física, que trará graves consequências, porque há uma quantidade de coisas que achávamos que estavam descobertas e afinal não estão», disse à Lusa Gaspar Barreira, o cientista português que pertence ao Conselho do CERN.

Gaspar Barreira lembra que, caso haja a confirmação da descoberta, esta vai «mexer com o princípio da causalidade» e até permitir a hipótese de se poder «andar para trás no tempo e condicionar no futuro uma acção do passado».

«O mundo é muito mais complexo do que as nossas teorias científicas. Não fazemos a mais pequena ideia do que se passa com 95 por cento do universo», lembrou o também presidente do Laboratório de Instrumentação e Física Experimental de Partículas (LIP).

Gaspar Barreira estava na reunião mensal do CERN, em Genebra, quando soube os resultados da investigação, que só viriam a ser publicamente divulgados horas mais tarde.

«Há resultados que eu esperava, mas nunca este. Há poucas gerações que podem viver estas experiências», disse, emocionado, o cientista, que acredita que os próximos anos sejam de grandes descobertas, «tal como aconteceu na viragem do século passado».

O físico explicou a experiência agora revelada: «Foram disparados um feixe de neutrinos do acelerador de partículas situado perto de Genebra para um laboratório subterrâneo em Itália, a 730 quilómetros de distância». Resultado: o neutrino viajou 60 nanossegundos mais rápido que a velocidade da luz.

Os investigadores envolvidos neste projecto já pediram à comunidade científica internacional que confirmem ou excluam esta a experiência. «Isto não é uma descoberta, é um resultado experimental que é preciso confirmar», sublinhou Gaspar Barreira.

O professor José Pedro Mimoso, do Departamento de Física da Universidade de Lisboa, explicou o «pedido» dos investigadores: um nanossegundo é mil milhões de vezes mais pequeno que um segundo e por isso tem de se colocar a hipótese de haver um «erro sistémico» e, para isso, «basta que haja um detector que não está bem calibrado».

Os dois portugueses sublinham que estas descobertas não põem em causa nem destroem a teoria de Einsten. Caso se confirme, será uma informação adicional à teoria. «Em ciência não se deita por terra descobertas anteriores», lembrou Gaspar Barreiros.

E como é que a comunidade científica está a viver o momento? «Há três sentimentos: a perplexidade e o cepticismo, porque a teoria de Einsten já foi muitas vezes confirmada, mas também a excitação perante algo inesperado», resumiu José pedro Mimoso.

Por enquanto, a velocidade da luz - 299.792 quilómetros por segundo - continua a ser considerada o limite de velocidade cósmica.


(TVI24 - 23- 9- 2011 17:21)

sábado, outubro 29, 2011

amor




Agora, amor, tudo passou. No sábado, a noite é quem manda. Vem comigo. Revela-te, dá-me a mão. Deixa-me olhar para ti tal como és, e pensar que o Alentejo, se te visse agora, deitada ao meu lado, te envejaria a cor e a forma, porque mesmo a noite de sábado, quando olho para ti, cede o comando, de novo o Sol nasce, alegram-se os montes, iluminam-se as cores, e vives em mim.

(Nuno Lobo Antunes in Vida em Mim)

quinta-feira, outubro 27, 2011

o que está a mudar




• Uma grande mudança está a ocorrer no nosso planeta.
• Não há nada a temer se todos nós desempenharmos o nosso papel nesta mudança.
• O nosso papel é fácil de jogar, e pode realmente ser divertido.
• O Que a Vida nos convida a mudar é a nossa Velha História Cultural.

Ao contemplarmos tudo o que está a ocorrer no nosso planeta nos dias de hoje, é justo perguntarmos: "Isto tem que acontecer? Por que está isto a acontecer?" A resposta é sim, tem que acontecer. E está a acontecer porque a Própria Vida está a acontecer e tudo se move em ciclos de vida, de acordo com uma fórmula. Esta fórmula exige que a vida progrida através de fases, baseada em princípios de funcionalidade, sustentabilidade e adaptabilidade.
Sempre que a funcionalidade da vida em qualquer das suas muitas formas é ameaçada, ela adapta essa manifestação, tornando-se sustentável numa nova forma.
Esta é a razão para a experiência humana a que chamamos morte. A morte não é o fim completo da vida, mas a continuação da vida através da adaptação da manifestação de uma determinada forma de vida, o que torna a vida sustentável nessa nova forma.
Isto é verdade de tudo na existência. Nada "morre", e você não pode "matar" uma coisa. Absolutamente nada. Você não pode matar uma pessoa, você não pode matar um animal, você não pode matar uma planta.
É importante que se entenda isto nesta altura, especialmente em relação àqueles que morreram, e àqueles que vão morrer, durante esta Revisão da Humanidade, e é útil e é bom sabermos que a morte não é um processo que leva uma vida, mas sim um processo que muda uma vida.

(Neale Donald Walsch in The Storm Before The Calm)

terça-feira, outubro 25, 2011

que dirias?


Se pudesses ter uma conversa, amorosa e carinhosa,
com a humanidade, neste tempo desafiador e
assustador, e se soubesses que
as pessoas iriam ouvir, o que dirias?...


sábado, outubro 22, 2011

eterno

Num jornal on-line destacava-se, hoje, esta foto.
Eterno enquanto dura!
Eterno, sim!
Nesta terra, por vezes, não dura muito.
Mas é ele que comanda a vida... e a Vida evolui como Coisa Única e mágica que é...


quinta-feira, outubro 20, 2011

guan yin



video


Guan Yin é o bodhisattva da compaixão, reverenciado pelos budistas como a Deusa da Misericórdia. O seu nome é a abreviatura de Guan Shi Yin.
Guan significa observar, assistir ou monitorizar; Shi significa o mundo; sons significa Yin, especificamente os sons dos que sofrem.
Assim, Guan Yin é um ser compassivo que observa e responde às pessoas que no mundo clamam por ajuda.

terça-feira, outubro 18, 2011

blueshell



Fui ao teu sítio, levava uma flor mas não a deixei porque já não tinha espaço... O teu jardim estava suficientemente enfeitado...
Regressei a casa e pus-me a cochichar sobre as tuas palavras...

Quando "sentimos" que "sabemos disso, porque sabemos..." a nossa mente fica a olhar-nos de soslaio...
Porque a mente da razão sempre teve "receio" do poder do sentimento...
Talvez porque a mente seja mais "material" que a intuição e o sentir.
Então, acabamos por dizer: "sei... porque sei!..."

Quando estás em comunhão com Deus... através do teu silêncio, elevas o teu "Eu" a uma dimensão que te parece ultrapassar. Recebes serenidade e paz, sem precisares de "intermediários", mas não creio que necessites de pedir qualquer tipo de perdão...
Na tua comunhão com Deus precisas mesmo pedir perdão?... Precisas mesmo sentires-te pecadora?... Precisas mesmo "prostrares-te" ante o Seu poder?...
Não creio!
Permanecer em comunhão com Deus, senti-Lo, partilhar da Sua paz, fazer a Sua vontade, receber as Suas bençãos - não significa a subjugação do homem perante o seu Criador.
Talvez esta seja a ilusão que nos afasta inexoravelmente da Verdade.
O medo é a chave que aprisiona o Amor incondicional.
O medo de sofrer represálias, o medo de não agradar, o medo de ofender, o medo de não estar a obedecer...
O medo será sempre o obstáculo do discernimento, a venda que nos impede sempre que vejamos com clareza.
Acreditar que Deus, Criador de toda a Humanidade, do Universo e da Vida, acreditar que Deus, omnipotente e omnipresente, Se sente necessitado de ter a Sua Criação subjugada, de ter a Sua Criação a Seus pés, de exigir da Sua Criação a obediência e a submissão - é acreditar num Deus menor, é acreditar num Deus necessitado, é não reconhecer que Deus é Tudo O Que Existe.
Porque, quer queiramos ou não queiramos, a Natureza que Deus é, continuará a Ser em todo o Seu esplendor, para toda a eternidade, sem precisar de perdões, de preces, de louvores ou de rituais...
Porque Deus "apenas" É... Aquilo que a imaginação humana ainda não foi capaz de criar....


domingo, outubro 16, 2011

The Storm Before the Calm




A Revisão da Humanidade não é uma coisa pequena. As palavras que eu usei para descrever este fenômeno são dramáticas, pois o evento é dramático.

Ele vai envolver (na verdade, já está envolvendo) cada aspecto das nossas vidas: a nossa governação e políticos, a nossa economia e a estabilidade financeira, o nosso comércio e indústria, as nossas convenções e construções sociais, os nossos sistemas educativos, as nossas religiões e crenças, os nossos costumes e tradições - de facto, a nossa História Cultural inteira.

Nós podemos participar na Revisão da Humanidade ou apenas testemunhá-la, mas não podemos pará-la. Nem iríamos querê-lo.

Esta pode ser a coisa mais grandiosa que aconteceu à nossa espécie desde a nossa aparição neste planeta. Os anos sucederam-se, e algumas das provações e tribulações que vamos ver, podem trazer o nosso planeta para um lugar novo e maravilhoso quando o processo estiver concluído. Eo processo estará completo num período de tempo relativamente curto.

E você pode ajudar a trazer esta conclusão se você o escolher.

Você não tem que ler isto simplesmente!

A Vida está convidando você a ter este livro não apenas para o ler. A Vida está a convidá-lo a ter uma experiência em que você está a participar. Esta é a sua oportunidade para se juntar a mim e aos outros de todo o mundo na conversa que está a ser iniciada aqui. Poderá fazê-lo a qualquer momento, simplesmente parar a sua leitura, marcar o seu lugar, entrar na Internet e navegar...

Se você é como muitos outros, há muito tempo que vem perguntando: "O que posso fazer? Como posso ajudar a melhorar as coisas?"

Esta é uma resposta a essa pergunta.

A Nova História Cultural co-criada aqui, acrescentando as suas idéias e inspirações e as esperanças e os sonhos do coração para o nosso mundo, será colocada à humanidade num livro separado: O Nosso Sonho Coletivo: Uma Nova História Cultural para a Humanidade. Este será um livro lido em todo o mundo, e um livro que você será co-autor.

Esta é a sua porta de entrada para a participação naquilo que estou certo poderia muito bem ser a Conversa do Século. A sua voz é valiosa e necessária neste intercâmbio, para que a troca em si possa brilhar com a vitalidade de uma grande variedade de ideias, percepções e visões. Então faça, por favor, considere a interacção com este livro, assim como está a lê-lo, sim?

(Neale Donald Walsch)

sexta-feira, outubro 14, 2011

o ponto Deus



Uma frente avançada das ciências hoje é constituída pelo estudo do cérebro e das suas múltiplas inteligências. Alcançaram-se resultados relevantes, também para a religião e a espiritualidade. Enfatizam-se três tipos de inteligência. A primeira é a inteligência intelectual, o famoso QI (Quociente de Inteligência) ao qual se deu tanta importância em todo o século XX. É a inteligência analítica pela qual elaboramos conceitos e fazemos ciência. Com ela organizamos o mundo e solucionamos problemas objetivos.

A segunda é a Inteligência Emocional popularizada especialmente pelo psicólogo e neurocientista de Harvard, David Goleman, com o seu conhecido livro "A Inteligência Emocional" (QE=Quociente Emocional). Empiricamente mostrou o que era convicção de toda uma tradição de pensadores, desde Platão, passando por Santo Agostinho e culminando em Freud: a estrutura de base do ser humano não é razão (logos) mas é emoção (pathos). Somos, primariamente, seres de paixão, empatia e compaixão e só em seguida, de razão. Quando combinamos QI com QE conseguimos mobilizar-nos a nós e a outros.

A terceira é a Inteligência Espiritual. A prova empírica de sua existência deriva de pesquisas muito recentes, dos últimos dez anos, feitas por neurólogos, neuropsicólogos, neurolinguistas e técnicos em magnetoencefalografia (que estudam os campos magnéticos e eléctricos do cérebro). Segundo esses cientistas existe em nós, cientificamente verificável, um outro tipo de inteligência pela qual não só captamos factos, ideias e emoções, mas percebemos os contextos maiores da nossa vida, totalidades significativas e nos faz sentir inseridos no Todo. Ela torna-nos sensíveis a valores, a questões ligadas a Deus e à transcendência. É chamada de Inteligência Espiritual (QEs= Quociente espiritual), porque é próprio da espiritualidade captar totalidades e orientar-se por visões transcendentais.

A sua base empírica reside na biologia dos neurônios. Verificou-se cientificamente que a experiência unificadora se origina de oscilações neurais a 40 herz, especialmente localizada nos lobos temporais. Desencadeia-se, então, uma experiência de exaltação e de intensa alegria como se estivéssemos diante de uma Presença viva. Ou, inversamente, sempre que se abordam temas religiosos, Deus ou valores que concernem o sentido profundo das coisas, não superficialmente mas num envolvimento sincero, produz-se igual excitação de 40 herz.

Por esta razão, neurobiólogos como Persinger, Ramachandran e a física quântica Danah Zohar baptizaram essa região dos lobos temporais de "o ponto Deus".

Se assim é, podemos dizer em termos do processo evolucionário: o universo evoluiu, em bilhões de anos, até produzir no cérebro, o instrumento que capacita o ser humano de perceber a Presença de Deus que sempre estava lá, embora não percebível conscientemente. A existência deste "ponto Deus" representa uma vantagem evolutiva da nossa espécie homo. Ela constitui uma referência de sentido para a nossa vida. A espiritualidade pertence ao humano e não é monopólio das religiões. Antes, as religiões são uma das expressões desse "ponto Deus".

(Leonardo Boff - fonte: Bafafa)

quarta-feira, outubro 12, 2011

nina burri

video

domingo, outubro 09, 2011

amor não tem idade


É um casal belga "apanhado" durante um evento promocional, mas poderia ser um casal de um outro país qualquer, de uma cidade qualquer, de um sítio qualquer de qualquer parte do mundo...
Porque...
...o amor não tem idade!...


quinta-feira, outubro 06, 2011

love will show you everything


video


Today, today I bet my life
You have no idea
What I feel inside
Don't, be afraid to let it show
For you'll never know
If you let it hide

I love you
You love me
Take this gift and don't ask why
Cause if you will let me
I'll take what scares you
Hold it deep inside
And if you ask me why I'm with you
And why I'll never
Leave
Love will show you everything

One day
When youth is just a memory
I know you'll be standing right next to me

I love you
You love me
Take this gift and don't ask why
Cause if you will let me
I'll take what scares you
Hold it deep inside
And if you ask me why I'm with you
And why I'll never
Leave
My love will show you everything
My love will show you everything
My love will show you everything
Our love will show us everything

(Composição: Jennifer Love Hewitt)

segunda-feira, outubro 03, 2011

leo

Esta é para o pequeno Leo que, lá para o fim do ano, fará a sua aparição neste mundo com uma missão que só Ele sabe qual...